A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Abril de 2019

30/10/2018 15:29

Prefeitura investirá R$ 3,5 milhões em construção de casas para idosos

Cada apartamento contará com sala, cozinha, área de serviço, quarto, banheiro e varanda

Gabriel Neris
Terreno está localizado na região central de Campo Grande (Foto: Paulo Francis)Terreno está localizado na região central de Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

A Prefeitura de Campo Grande anunciou a construção de 40 unidades residenciais em condomínio destinados para idosos. O projeto foi batizado de “Vila da Melhor Idade” e terá investimento de R$ 3,5 milhões do Executivo.

Conforme a prefeitura, o condomínio será exclusivo para pessoas idosas, solteiros e casados. Cada apartamento contará com sala, cozinha, área de serviço, quarto, banheiro e varanda. Todos os blocos serão pintados de cores diferenciadas para facilitar a localização e também contarão com elevadores para acessibilidade.

O espaço será construído no cruzamento da Fernando Corrêa da Costa com a Fábio Zarhan, na região central, onde funcionava a antiga sede da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). O condomínio ainda contará com área de convivência, horta, capela e biblioteca.

O projeto foi discutido nesta terça-feira (30) entre o prefeito Marquinhos Trad (PSD) e representantes da Emha (Agência Municipal de Habitação), Dicom (Diretoria-Geral de Compras e Licitação), Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana) e Segov (Secretaria de Governo e Relações Institucionais).

O diretor da Emha, Eneas José de Carvalho, disse que o projeto segue modelo aplicado em São Paulo. “O idoso pagará taxa mínima para ocupar o imóvel. Porém, o projeto arquitetônico prevê cinco espaços para fins comerciais, cujos valores arrecadados por meio da locação dos mesmos serão revertidos para ajudar no custeio do regime condominial, reduzindo ainda mais a aplicação de valores por parte dos locatários”, disse.

Eneas afirmou que os critérios para ocupação das unidades serão definidos após a aprovação do Plano Diretor e da criação da Nova Política de Habitação, que passa por revisão. Os apartamentos serão distribuídos através de sorteio público.

A construção do condomínio deve iniciar no no próximo ano. “Agora, com o projeto aprovado pelo prefeito, a Sisep [Secretaria Municipal de Infraestrutura E Serviços Públicos], que vai executar o projeto em parceria com a Emha, irá montar os projetos complementares que envolvem a parte elétrica, hidráulica, de acesso, entre outros e, posteriormente vai remeter a Dicom para abertura de licitação”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions