A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

28/04/2015 17:08

Prefeitura reduz gratificações em até 50% para conter gastos, diz secretário

Ricardo Campos Jr.
Secretário de administração diz que cortes afetam servidores em todas as secretarias (Foto: Marcos Ermínio / arquivo)Secretário de administração diz que cortes afetam servidores em todas as secretarias (Foto: Marcos Ermínio / arquivo)

Alegando contenção de gastos, a prefeitura de Campo Grande promoteu cortes nas gratificações de servidores que variam de 30% a 50%. A informação foi passada ao Campo Grande News pelo secretário municipal de Administração, Wilson do Prado.

Ele não soube precisar o número de pessoas que tiveram as gratificações reduzidas, mas garante que a determinação foi passada para as secretarias no começo do mês, rebatendo denúncias de que funcionários teriam sido avisados sobre os cortes sem antecedência.

“Existem as chamadas funções gratificadas, que têm até 150% do vencimento base de gratificação e os servidores de nomeação direta, que podem receber até 100% de gratificação. Todos sofreram ajuste de 30% a 50%, em todas as secretarias”, explica.

Prado garante que a medida serviu para evitar demissões e garante que nenhum contrato de trabalho temporário dentro da administração municipal foi revogado.

Na sexta-feira, foi publicado decreto no Diário Oficial suspende três gratificações concedidas aos médicos que atuam na rede municipal de saúde. Essa medida vale enquanto durar a norma 12.595, publicada em janeiro deste ano, que regulamenta uma série de ações para contenção de despesas.

Conforme o secretário de administração, no caso dos servidores lotados na Semed, a medida afeta somente os professores que exercem funções dentro da pasta. Quem continua em sala de aula e está com turmas extras para complementar a renda, continuará a receber o adicional.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions