A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

21/08/2018 12:11

Presa dupla que assaltava casas pobres e levava “tudo que podia”

Os suspeitos já foram identificados em três casos e são investigados em pelo menos outros dez furtos

Geisy Garnes
Daniel e Alan Bruno foram presos nesta segunda-feira (Foto: Geisy Garnes)Daniel e Alan Bruno foram presos nesta segunda-feira (Foto: Geisy Garnes)

Uma dupla de assaltantes especializada no furto a residências foi presa nesta segunda-feira (20) no Jardim Batistão em Campo Grande. Suspeitos de pelo menos 13 crimes, Alan Bruno Gonçalves Ribeiro, de 31 anos e Daniel Gomes Martins, de 20, cometiam os roubos contra famílias pobres e fugiam levando tudo o que conseguiam carregar.

A dupla foi apresentada nesta manhã, durante coletiva de imprensa na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). De acordo com o delegado Reginaldo Salomão, os suspeitos já foram identificados em três casos - no Los Angeles, no Bosque das Araras e o que levou à prisão, no Jardim Batistão - e são investigados como autores em outros 10.

A ligação entre os roubos é sempre a mesma, a presença de um Chevrolet Corsa preto nos locais dos crime. “Por publicações em Facebook e grupos de WhatsApp, identificadas pela investigação, acreditamos que eles sejam os autores em pelo menos dez casos”, explicou o delegado. Foi justamente pela placa do veículo que a polícia chegou aos suspeitos.

“As vítimas eram famílias pobres. Eles vigiavam a rotina e quando elas saiam para trabalhar eles entravam”, detalhou o delegado. Durante os furtos, a dupla levava “tudo o que conseguia carregar” e promovia uma verdadeira mudança nas casas. Em um dos casos, Alan e Daniel furtaram até mesmo a porta da residência.

“Recuperamos uma caixa com fotos de família, vários cabos de televisão”, lembrou Salomão. A imprensa, Daniel negou os roubos, mas confessou que “comprava e revendia” os produtos furtados. Para a polícia, ele chegou a falar que era proprietário de uma “lojinha” e que tudo era vendido no local.

Outros objetos furtados só não foram recuperados, segundo o delegado, porque a família do suspeito teria retirado tudo de casa ao descobrir sobre a prisão.

Já Alan Bruno é dono de uma longa ficha criminal e é um "velho conhecido da polícia", com várias passagens por furto em todo Mato Grosso do Sul. “Ele cometeu furtos em Ribas do Rio Pardo, Anastácio, Aquidauana, Dois Irmãos do Buriti, seis crimes em Terrenos e já foi preso em flagrante várias vezes”.

Conforme as investigação, os furtos começaram a acontecer dias depois de Alan Bruno receber o benefício de progressão de pena e deixar o regime fechado. “No dia 24 de abril ele ganhou o benefício para o semiaberto, em maio os casos começaram a ser registrados”, afirmou Salomão. Alan não quis falar com a reportagem.

Vítimas de furto que viram carro com as mesmas características envolvido no crime, devem entrar em contato com a Derf. “Se não registraram o caso não tem problema, podem procurar a Derf”, defendeu o delegado. Os telefones da delegacia são (67) 3368-6600 / 6601.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions