A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Setembro de 2017

29/08/2017 10:05

Presidente do Detran chega ao órgão acompanhado de agentes do Gaeco

Anahi Zurutuza e Ricardo Campos Jr.
Diretor-presidente do Detran, Gerson Claro, chegando a sede do Detran (Foto: Marcos Ermínio)Diretor-presidente do Detran, Gerson Claro, chegando a sede do Detran (Foto: Marcos Ermínio)

O diretor-presidente do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) chegou no meio da manhã desta terça-feira (29) à sede do órgão em Campo Grande acompanhado de agentes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).

A equipe enviada ao departamento, que seria o principal alvo da Operação Antivírus, faz varredura em três setores: Presidência, Diretoria de Administração e Finanças e Diretoria de TI (Tecnologia da Informação).

Nas diretorias, desde antes das 7h, é um entra e sai de agentes do Gaeco e diretores. Vários deles foram buscados em casa e levado até suas salas para acompanharem as buscas.

Investigadores do Gaeco, “tropa de elite” do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), estão espalhadas por Campo Grande para cumprir 12 mandados de prisão e 29 de busca e apreensão.

Ainda não ficou claro se o diretor-presidente do Detran é um dos presos. Dos 12 mandados de prisão, nove já são de prisão preventiva e três temporárias.

O Gaeco investiga crimes de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação, peculato e organização criminosa.

Segundo a assessoria de imprensa do MPMS, os contratos de informática celebrados entre o Poder Público e empresas são investigados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions