A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Abril de 2019

30/11/2018 11:45

Preso com submetralhadora espanhola diz que "investiu" para revender

Investigação da polícia aponta que arma foi resultado de troca por droga

Danielle Valentim e Geisy Garnes
Carlos já tinha passagens por tráfico de drogas e roubo a caminhões. (Foto: Geisy Garnes)Carlos já tinha passagens por tráfico de drogas e roubo a caminhões. (Foto: Geisy Garnes)

Um morador do Bairro Dom Antônio, em Campo Grande, foi preso com armamento de uso restrito, na noite desta quinta-feira (29). Após denúncias, Carlos Rodrigo Oliveira dos Santos, de 38 anos, conhecido como Sergipano, foi flagrado com uma submetralhadora espanhola calibre 9 milímetros que, segundo ele, seria revendida.

Uma equipe do Garras (Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) que fazia rondas pelo bairro, em outra investigação, recebeu a denúncia de que Carlos estaria traficando drogas na região e em posse de uma submetralhadora.

No endereço informado, os policiais perceberam a movimentação e abordaram o suspeito. Questionado sobre a situação da casa, ele confessou a posse do armamento.

Segundo o delegado João Paulo Sartori, a arma não é comum nas ruas e Carlos teria trocado a arma por porção de pasta base de cocaína. Além da arma, a polícia encontrou 20 munições, que juntos estão avaliados em R$ 10 mil. Os policiais não apreenderam drogas na residência.

Durante apresentação na delegacia, Carlos afirmou ao Campo Grande News que comprou a arma de um usuário e pagou de R$ 3 a 4 mil, em dinheiro. Carlos pontuou que a compra foi um investimento, pois revenderia a mesma.

Ele disse ainda que estava com a arma há cerca de um mês e negou envolvimento com facções criminosas. “Estou arrependido, perdi minha liberdade”, disse.

Carlos já tinha passagens por tráfico de drogas e roubo a caminhões.

Além da arma, a polícia encontrou 20 munições, que juntos estão avaliados em R$ 10 mil. (Foto: Geisy Garnes)Além da arma, a polícia encontrou 20 munições, que juntos estão avaliados em R$ 10 mil. (Foto: Geisy Garnes)
Motorista de aplicativo 'arranca' com veículo e foge com celular de passageira
Uma mulher de 50 anos procurou a polícia na noite de segunda-feira (22) após ter o celular furtado por um motorista de aplicativo em Campo Grande. O ...
Homem será julgado 15 anos após matar colega com golpe de 'picareta' na cabeça
Quinze anos depois de ter matado Olegário Gimenes com um golpe de picareta na cabeça, Amilton Maidana, de 65 anos, será julgado nesta terça-feira (23...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions