A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

22/01/2018 20:56

Preso por estupro diz que cometeu crime sob efeito de 'forte remédio'

Nyelder Rodrigues e Geisy Garnes
Suspeito é levado por equipe da Depca após ser preso por estupro de vulnerável (Foto: Geisy Garnes)Suspeito é levado por equipe da Depca após ser preso por estupro de vulnerável (Foto: Geisy Garnes)

O homem de 36 anos preso na tarde de sexta-feira (19) por estupro de vulnerável, após a enteada de sete ser vista pela avó saindo do banheiro onde ele estava, afirmou ao delegado responsável pelo caso que cometeu o crime sob efeito de um "forte remédio", que o deixou sem noção do que fazia.

O caso foi descoberto pela avó da criança na segunda-feira (15) passada. Logo ao vê-la saindo do banheiro, a mulher questionou a criança, que acabou revelando os abusos sofridos.

A denúncia foi feita na sexta e, horas depois, o padrasto foi preso preventivamente. Ele confessou e já foi transferido para o presídio. Além disso, segundo o delegado Paulo Lauretto, o homem afirma que estava sob efeito do remédio omeprazol - medicamento de uso comum, usado para problemas gástricos.

"Ele confessou os abusos e ainda disse que parou assim que a sogra, avó da criança, foi morar na mesma casa, já que os abusos aconteciam quando a mãe da vítima ia trabalhar", conta o delegado.

Além disso, o irmão de cinco anos da vítima foi ouvido e diz que nunca sofreu abuso, mas que viu várias vezes a menina sair do quarto ou do banheiro com o padrasto.

Em depoimento, a menina diz que era obrigada a ver vídeos pornográficos e obscenidades do autor. Mesmo com vítima e abusador afirmando que não houve contato físico nos abusos, vários exames serão feitos. O celular do suspeito também foi apreendido, além de dois DVDs pornográficos que ele guardava.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions