A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

23/01/2016 15:27

Preso suspeito de estuprar e matar moradora de Campo Grande no PR

Ricardo Campos Jr.
Rosimeire morava em Campo Grande e estava em Sarandi para visitar a mãe (Foto: reproduçao / Facebook)Rosimeire morava em Campo Grande e estava em Sarandi para visitar a mãe (Foto: reproduçao / Facebook)
Retrato falado do suspeito de matar a moradora da Capital (Foto: divulgação)Retrato falado do suspeito de matar a moradora da Capital (Foto: divulgação)

A polícia prendeu neste sábado (23), em Paranavaí (PR), um homem suspeito de estuprar e matar Rosimeire Oliveira de Souza, 31 anos. A vítima atualmente morava em Campo Grande, mas o crime aconteceu em Sarandi (PR), onde ela estava para visitar a mãe. O crime teve a participação de outras duas pessoas, que ainda estão foragidas.

O delegado responsável pelo caso, Reginaldo Caetano, disse ao jornal Portal da Cidade que o preso teve um retrato falado divulgado na mídia local e foi reconhecido ao furtar um estabelecimento comercial dentro de um terminal de ônibus.

Investigadores ainda irão fazer um exame de DNA para afirmar que o suspeito está realmente envolvido no crime, já que até agora a polícia tem em mãos apenas a semelhança com o desenho, feito por um perito da PF (Polícia Federal). “Ainda não temos provas suficientes para confirmar o seu envolvimento”, afirmou o delegado em entrevista ao jornal local.

Os responsáveis pelo caso não descartam que o trio já havia feito contato com as vítimas anteriormente.

Violência – Rosimeire estava na casa da mãe dela junto com uma sobrinha de 12 anos e outras três crianças. Um dos bandidos conseguiu entrar no imóvel pela janela da cozinha e abriu a porta para os comparsas entrarem.

A primeira moradora a ser rendida foi uma mulher de 57 anos, que foi ameaçada com uma faca e amarrada.

Em seguida, o trio acordou Rosimeire a pancadas e obrigou ela a tirar a roupa. Ela e a sobrinha de 12 anos foram então estupradas. A polícia suspeita que a tia tenha sido violentada ao tentar impedir o abuso. Após a agressão, a mulher foi morta por esganadura.

O ataque, conforme a imprensa local, durou cerca de meia hora. Os bandidos fugiram levando dinheiro e eletroeletrônicos.

Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions