ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  20    CAMPO GRANDE 12º

Capital

Policial rodoviário rastreou carro da ex para fazer flagrante em motel

Personal passou por cirurgia e quadro de saúde é considerado estável; policial ainda não foi localizado

Por Dayene Paz | 27/11/2021 11:38
Personal trainer baleado sendo socorrido pelo Corpo de Bombeiros. (Foto: Paulo Francis)
Personal trainer baleado sendo socorrido pelo Corpo de Bombeiros. (Foto: Paulo Francis)

O policial rodoviário federal Tony Emerson Moretto, de 48 anos, chegou até a ex-esposa no motel da Avenida Cônsul Assaf Trad, em Campo Grande, após rastrear o carro dela na tarde desta sexta-feira (26). No local, atirou contra um personal trainer de 35 anos e fugiu. A vítima passou por cirurgia na Santa Casa e está com quadro estável. O policial ainda não foi localizado.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, a ex-esposa do policial, de 32 anos, contou que está em processo de separação. Nesta sexta, segundo a mulher, o PRF rastreou o carro dela, armado com dois revólveres.

Quando chegou no motel, localizado na Avenida Cônsul Assaf Trad, o policial embicou o carro na rampa do portão de saída do estabelecimento, pulou um portão e entrou atirando no quarto do casal. Ele acertou o personal e um carro que estava estacionado próximo ao quarto. Depois fugiu em veículo Virtus branco.

Durante a confusão, nu, o ferido a tiro conseguiu correr para a avenida, onde passava viatura da PM, que parou para socorrê-lo. Muito ensanguentado, ele conseguiu contar poucos detalhes do ocorrido e recebeu os primeiros atendimentos do Corpo de Bombeiros na grama de calçada da Assaf Trad. Já a mulher apareceu em frente ao motel, com o rosto machucado e alguns arranhões.

Estável - Neste sábado (27), o quadro clínico do educador físico é estável. Ele passou por uma cirurgia na noite desta sexta-feira (26), na Santa Casa e já está no pós-operatório. O personal trainer será avaliado pela equipe de cirurgia plástica do hospital, uma vez que o tiro atingiu a mandíbula e estrutura óssea do rosto. Contudo, o rapaz não teve nenhum dano cerebral e nem corre risco de morte.

Já a mulher levou tapas e coronhadas do agressor e está internada no Proncor. Ela ainda não prestou depoimento formal à Polícia Civil.

Nos siga no Google Notícias