A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

18/01/2016 15:11

Procura pelo teste rápido de dengue na rede particular chega a 6 por dia

Ricardo Campos Jr.

Pelo menos seis pessoas por dia têm solicitado aos planos de saúde a realização de testes rápidos para diagnosticar a dengue e chikungunya. O exame passou a constar no rol de procedimentos cobertos pela rede particular desde o dia 2 de janeiro deste ano, conforme determinação da ANS (Agência Nacional de Saúde).

Em menos de um mês, Unimed e Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), os dois principais convênios do estado, registraram juntos 89 pedidos do exame.

Conforme a assessoria de imprensa da Cassems, até o dia 14 foram feitos 58 solicitações para o exame, o que corresponde a uma média de 4,4 pacientes por dia requerendo o diagnóstico.

Já na Unimed, foram 31 testes realizados no mesmo período, o que resulta em torno de 2,3 por dia.

O objetivo da ANS em acrescentar o exame na lista de cobertura é facilitar o diagnóstico, de forma que os clientes dos planos saibam se estão com o vírus ainda na emergência dos hospitais, otimizando o tratamento.

Acréscimos – Também houve ampliação em outros serviços. Entre as novidades estão o implante de monitor de eventos (Looper) utilizado para diagnosticar perda da consciência por causas indeterminadas; o implante de cardiodesfibrilador multissítio, que ajuda a prevenir morte súbita; o implante de prótese auditiva ancorada no osso para o tratamento das deficiências auditivas e a inclusão do enzalutamida (medicamento oral para tratamento do câncer de próstata).

Os usuários também vão ter direito a número maior de sessões com fonoaudiólogos, das consultas em nutrição e sessões de psicoterapia.

Estima-se que a mudança beneficie 50,3 milhões de consumidores em planos de assistência médica e outros 21,9 milhões de beneficiários com planos exclusivamente odontológicos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions