A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/11/2014 19:08

Professor da Joaquim Murtinho morreu ao ser estrangulado com golpe “mata leão”

Eduardo Penedo e Alan Diógenes
O carro do professor já passou pela Perícia que buscou digitais no veículo. ( Foto: Alcides Neto).O carro do professor já passou pela Perícia que buscou digitais no veículo. ( Foto: Alcides Neto).

O professor Francisco Borges dos Santos, o Chico, 39 anos, morreu estrangulado com um golpe “mata leão” no mesmo dia que desapareceu por dois rapazes identificados apenas como Marcelo e Cleiton. Neste momento, os dois estão sendo ouvidos pelo delegado Edilson dos Santos, da Delegacia de Homicídios.

O educador foi encontrado com as mãos amarradas com uma fita plástica e vestido apenas com um short claro, as margens da rodovia a 10 quilômetros da rotatória da BR-163, na saída para Cuiabá, em Campo Grande. O educador já aparentava estar morto a pelo menos oito dias em razão do estagio de decomposição do corpo. Ele estava desaparecido desde o dia 9 deste mês.

Segundo a Polícia Civil, os acusados que são primos tem 23 e 25 anos e moram nos bairros Coronel Antonio e Vila Rica região norte de Campo Grande, na saída para Cuiabá. As informações preliminares da policia apontam que o educador foi morto por Marcelo com o golpe “mata leão”.

Conforme um investigador da Polícia Civil, os primos marcaram o encontro com o professor em um motel próximo a UCDB( Universidade Católica Dom Bosco). Ele explica que até o momento não há indícios de roubo. No entanto, Marcelo já possui passagens policiais por roubo. Ainda segundo o investigador, a vítima saiu de casa sem documentos e celular fato este que não era costume do educador.

O veículo do professor, um gol branco placa OOL 9955 de Campo Grande foi localizado perto do Maxxi Atacadista, também na saída para Cuiabá.

O desaparecimento do professor mobilizou alunos e funcionários da Escola Estadual Joaquim Murtinho, no Centro da Capital. Ele estava de licença de saúde e cursando o Doutorado, segundo a direção da escola. A família de Chico é de Pedro Gomes.

Ontem, o Campo Grande News já tinha antecipado que a polícia tinha indícios de que Chico tinha sido executado. Na tarde de hoje, o delegado confirmou a execução em um local. Após ser morto, o professor teve o corpo jogado às margens da BR-163, na saída para Cuiabá, onde foi localizado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions