A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

24/07/2015 20:28

Professores da Reme vão analisar a "mesma" proposta da Prefeitura

Thiago de Souza
Professores em assembleia sobre reajuste salarial, na segunda-feira (20). (Foto: Arquivo - Fernando Antunes)Professores em assembleia sobre reajuste salarial, na segunda-feira (20). (Foto: Arquivo - Fernando Antunes)

A ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública) recebeu uma contraproposta salarial da Prefeitura, na tarde desta sexta-feira (24). De acordo com o sindicato, a proposta não traz novidades, e é a mesma que foi rejeitada pela categoria. Mesmo assim, a sugestão da Prefeitura será analisada pela diretoria da ACP, nesse domingo (26), e colocada para votação na próxima segunda-feira (27).

O presidente da ACP, Geraldo Gonçalves, disse que a contraproposta não traz garantias, pois fala em “pagar quando houver dinheiro”.

A Prefeitura Municipal informou que não há condições financeiras para aplicar os 13,01%, pedidos pela categoria. O executivo propõe aplicar 0,85% nos salários de setembro deste ano até junho de 2016, com a garantia de voltarem a discutir 4,6% no dia 19 de outubro.

Já os professores, pedem o reajuste de 13,01%, que podem ser parcelados em dez vezes. Gonçalves refuta a idéia de que não há dinheiro para conceder aumento aos professores. “Dia 20 eles nomearam 220 pessoas sem ter dinheiro, e agora para os professores não tem dinheiro”, questionou o sindicalista.

A assembleia geral dos professores da Reme (Rede Municipal de Educação), está marcada para as 8h, dessa segunda-feira (27), na sede da ACP, na Rua 7 de Setembro, no Centro da Capital.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions