A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

07/08/2013 10:27

Protesto alerta para fim de 96,5% das vagas em escolas especiais em MS

Aliny Mary Dias
Representantes de todo o Estado lotaram Assembleia (Foto: Cleber Gellio)Representantes de todo o Estado lotaram Assembleia (Foto: Cleber Gellio)

Diretores, professores, pais e alunos de escolas especiais lotaram a Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira (7) para protestar contra a aprovação do texto proposto pelo senador José Pimentel (PT/CE) que proíbe o repasse de verbas públicas para entidades que atendem crianças, jovens e adultos com necessidades especiais.

Dos 4,538 mil alunos com necessidades especiais de Mato Grosso do Sul, 96,5% estudam em entidades especializadas. Apenas 71 alunos estão em escolas regulares do Estado e outras 86 em escolas municipais.

Entidades como a Juliano Varela, Sociedade Pestalozzi e a Apae (Associação de Pais e Amigos Excepcionais) de várias cidades do Estado atenderam ao chamado nacional dos institutos com objetivo chamar atenção da sociedade para o texto que será votado no Congresso Nacional no próximo dia 14.

Com faixas, camisetas e cartazes, os manifestantes aguardaram o início da sessão de hoje para pressionar os deputados. Duas metas presentes no texto do senador cearense pretendem alterar o (PNE) Plano Nacional de Educação. A principal revolta dos responsáveis pelas entidades é com relação às metas 4 e 20 presentes texto.

96,5% dos alunos especiais do Estado estudam em entidades especiais (Foto: Cleber Gellio)96,5% dos alunos especiais do Estado estudam em entidades especiais (Foto: Cleber Gellio)

No primeiro trecho, é orientado aos pais que procurem o ensino regular para crianças especiais, mas a indicação não é exclusiva, sendo assim, as escolas especiais podem continuar a oferecer o ensino aos alunos.

A segunda meta do texto é a que mais preocupa os pais e gestores por restringir apenas ao ensino público as verbas destinadas ao ensino especial. “Nós queremos mostrar para todos que somos contra as metas 4 e 20 do texto do senador. Esperamos que isso não seja aprovado e que a gente possa continuar nosso trabalho”, explica a diretora da Sociedade Pestalozzi da Capital, Maria Aparecida, de 56 anos.

Fundadora do instituto Juliano Varela, Maria Lucia explica que as entidades possuem papel importante na formação das crianças com necessidade e que sem elas o trabalho de duas décadas poderá ser perdido.

“Há 20 anos nós arregaçamos as mangas para garantir a inclusão e felicidade nos nossos filhos, agora querem tirar tudo o que conquistamos. As escolas regulares têm papel importante na vida nos nossos filhos, mas paralelo a isso tem que ter o trabalho especializado”, explica.

Maria Lucia fundou Juliano Varela há 20 anos e protesta contra o texto (Foto: Cleber Gellio)Maria Lucia fundou Juliano Varela há 20 anos e protesta contra o texto (Foto: Cleber Gellio)

A responsável pela entidade confirma o discurso de outras diretoras. “Se esse texto for aprovado, todas as entidades fecham as portas no dia seguinte porque 80% da nossa verba vêm do poder público”, completa.

Maria José Rodrigues, de 53 anos, é diretora da Apae de Rio Negro, a 144 quilômetros de Campo Grande, e viajou cerca de 3 horas em companhia de funcionários e mães de alunos para protestar contra o projeto.

“Todo nosso recurso é público e ainda fazemos festas para juntar mais dinheiro e fechar as contas. Se for tudo cortado, nós teremos que fechar as portas”, afirma a responsável pela entidade que atende 35 alunos na cidade.



Com certeza esse não tem contato nem um com crianças e adultos especiais, nunca entrou numa escola especial, não sabe o que ta falando, não sabe o que ta fazendo, não sabe o que fazer com seu mandato, não sabe como aparecer. Marquem esse nome eleitores do Ceará: jose pimentel, e quem puder dá um conselho a ele "vá procurar fazer o bem ao próximo, tenho certeza que ai onde vc mora tem muita gente precisando".
 
karin massirer em 14/08/2013 20:57:39
Meu sonho mais lindo, vê a sociedade evolui, votando somente em políticos competentes que realmente ame o povo e não sejam corruptos como a maioria dos atuais cujo único pensamento e tirar o dinheiro do povo para encher os seus bolsos. Fechar Escolas Especiais justifica-se por razão a cima citada, são eles que ganharão com isso. Para esses educandos caberão os porões das residencias e a mais triste exclusão, retrocesso de trabalho de muitos em pró da ganância de poucos, que deveriam saber que caixão não tem cofre e Deus é justo. Lembrem-se todos desse Nome JOSÉ PIMENTEL como uma mancha na história da política brasileira.



 
Graça Araújo em 13/08/2013 04:54:47
Vamos as ruas exigir nossos direitos e de nossos filhos,porque não acabar com as mordomias desses politicos corrupitos, em vez de querer extinguir as escolas que apoia nossos filhos, o POVO tem a força os politicos NÃo.
 
Joao Rosalino Bordon da Silva em 08/08/2013 13:06:47
Um tosco. É o mínimo que se pode dizer de um vereador que tem a capacidade de colocar em votação um projeto de lei desses.
Ele não deve se esquecer da lei do retorno.
Não pense ele que caso essa idéia descabida seja aprovada, ele somente pagará por este ato ao partir deste plano para outro, ao contrário.
Terá seu retorno ainda em vida, para todos aqueles que ele por ventura vier a prejudicar assistirem.
 
Andréa Forsetto Keller em 08/08/2013 10:36:22
vamos protestar na rua, mostrar para esses politcos a força que o povo tem, querem é economizar para repartir na corrupção que assola esse país.
 
marcelo resquim em 07/08/2013 15:07:55
Tem diretoras de escolas públicas que indicam as escolas especiais pois existem muitos
senão todos, que tem igual ou maior entendimento que as crianças em geral, por
estarem sempre voltados ao que lhes é ensinado.

Eles apenas requerem mais tempo e atenção.
Quando tratados com carinho e calma, retribuem de forma maravilhosa ao tempo e
dedicação de seus cuidadores!
 
Mirella Forti Cossignani em 07/08/2013 14:29:26
Só tem amador adminstrando.
 
Adriano Magalhães em 07/08/2013 14:09:38
Vergonhoso essa situação tantos projetos mais importantes para se votar,tantas coisas serias para se verem e ficam brincando com a população,as escolas públicas ainda não está preparada e estruturada para atender pessoas que precisam de um atendimento mais atencioso,com mais cuidado, ás vezes até de fisioterapeutas,fonoaudiólogos,psicólogos,acordem nossa classe politica cada vez mais nos decepciona e espero que vocês enquanto população não esqueça de uma coisa eles estão la por que deixamos está mais que na hora de tirarmos pessoas como essa do lugar aonde era pra estar pessoas comprometidas com nós,com seus filhos,jovens,enfim ano que vem é hora de na urna mostrarmos que a contrario do que eles pensam temos consciência e sabemos votar e que não vamos nos deixar se comprar por pouco!!!!!
 
Pablo Camargo em 07/08/2013 13:45:59
LEMBRAR BEM DESSE NOME NAS ELEIÇÕES FUTURAS JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),JOSÉ PIMENTEL (PT/CE),NÃO VOTEM NELE É UM SEM CORAÇÃO,NEM TENHO PALAVRAS PARA UM CARA DESSE, SERÁ QUE QUER QUE SOBRA MAIS PARA ELES ROUBAREM, NÃO CHEGA O QUE JÁ TEM DISPONÍVEL PARA ELES.
 
Neusa Holsbach da Silva Paes em 07/08/2013 13:33:32
Tenho uma filha que é Down e estuda na escola Juliano Varela,antes estudava em uma escola normal e tinha o resultado que tem hoje agradeço por existir essas escolas pois só assim os nossos filhos especiais tem valor, a escola esta de parabens pelos funcionarios competentes que trabalham com nossos filhos especiais.
 
maria auxiliadora de souza em 07/08/2013 13:33:08
Matéria ref. mobilização
 
Apae paranhos em 07/08/2013 13:03:54
Matéria da Mobilização
 
Apae Rio Verde em 07/08/2013 13:03:19
É incrível a capacidade de alguns políticos de criarem leis que prejudicam o povo.
Projetos como o deste deputado querem pregar a INCLUSÃO A QUALQUER PREÇO, que certamente por ignorância desconhece o fato que nem todas as síndromes permitem a inclusão de pessoas especiais e que nenhuma escola regular,"normal",construída para atender alunos sem necessidades especiais tem a infraestrutura que estas escolas especiais têm. Porém,se existisse educação de qualidade e todos os cursos de licenciatura preparassem os professores para trabalhar com pessoas especiais e as escolas tivessem a infraestrutura que as escolas especias têm, talvez não existissem estas instituições incríveis que hoje brigam para manter o atendimento que oferecem a estas crianças e seus familiares.
 
Ana Carolina Lopez em 07/08/2013 12:58:44
Srs , as escolas públicas, aonde geralmente, faltam verbas , merenda , ajudantes de professores , psicólogos , capacitação adequada , não dão conta nem de ensinar condizentemente , os alunos ditos "normais" , como conseguiriam educar as crianças/ adolescentes "diferentes?"
Existem vários tipos de problemas diagnosticados por médicos , autismo, Down , paralisia cerebral e mil tipos de síndromes . Estas pessoas têm o DIREITO de receberem educação e desenvolverem -se de acordo c/ suas necessidades. Sugiro q estes senadores visitem algumas destas instituições e CONHEÇAM as necessidades destas pessoas p/ perceberem o absurdo q estão propondo .
TODOS os pais destas crianças e adolescentes gostariam de vê-los frequentando escolas de ensino regular , se estivessem capacitados p/ atendê-los.
 
silmara Pereira em 07/08/2013 12:10:38
EU TENHO UMA FILHA COM SÍNDROME DE DOWN,NÃO ACHO JUSTO O QUE ESTÃO QUERENDO FAZER COM AS ESCOLAS ESPECIAIS,AS CRIANÇAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA PRECISAM DE ATENDIMENTO DE PROFISSIONAIS,COMO:FISIOTERAPIA,FONOAUDIÓLOGO,...!
TENHO QUE PARABENIZAR ESSES PROFISSIONAIS PELO TRABALHO COM NOSSAS CRIANÇAS,PELO SEUS DESENVOLVIMENTOS!VAMOS A RUA MANIFESTAR PARA QUE NÃO FECHAM AS ESCOLAS ESPECIAIS!
 
Laura Alexsandra Bíscaro Laburú em 07/08/2013 11:53:42
TEM HORAS QUE TENHO VERGONHA DE SER ELEITOR E PRINCIPALMENTE BRASILEIRO...
UM ABSURDO UM POLITICO DESSA LINHAGEM IGNORANTE SEM CORAÇÃO NEM CONHECIMENTO DA CAUSA, COM CERTEZA SÓ ENXERGA O PRÓPRIO UMBIGO E JAMAIS SOUBE O QUE SIGNIFICA REPRESENTAR O POVO PRINCIPALMENTE OS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS.
CONFIO NA JUSTIÇA DE DEUS E COM CERTEZA ESSE DESPROVIDO DE SENTIMENTOS E AMOR AO PRÓXIMO JAMAIS SERA REELEITO PELO POVO.
 
ROBERTO SINAI em 07/08/2013 11:25:33
Absurdo, necessidades especiais sempre jogadas e deixadas de lado e ninguém luta pela causa pois não os interessa, as escolas publicas não tem o minimo de estrutura para receber deficientes, desde os psicólogos, professores, alunos.
 
Vivian Stral em 07/08/2013 11:07:44
isso é um absurdo mesmo! Tem que protestar e a lei não pode ser aprovada. tenho um irmão, Gustavo, que é portador de síndrome de down e estuda no Juliano Varela. A escola também atende pessoal carente, assim como a APAE e a Pestalozzi, e DEPENDEM da verba governamental para funcionarem, se a meta 20 for aprovado, a meta 4 será OBRIGATÓRIA, já que todas essas escolas fechariam, e assim, os alunos terão que ser encaminhados à escolas regulares. CLARO que nós não somos contra a inclusão desses alunos à sociedade, porem, as escolas publicas, e também as particulares, não tem estrutura AINDA para receberem esses alunos, quando tiverem, aí sim essa proposta será viável, por enquanto, é PÉSSIMO para o desenvolvimento de todos os portadores de deficiência.
 
bianca martins em 07/08/2013 10:58:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions