A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

30/03/2018 19:25

Protesto pede a prisão do ex-presidente Lula e o voto impresso nas eleições

Adriano Fernandes e Humberto Marques
Manifestantes no semáforo da Afonso Pena com a Alagoas. (Foto: Humberto Marques) Manifestantes no semáforo da Afonso Pena com a Alagoas. (Foto: Humberto Marques)

Protesto na noite dessa sexta-feira (30) reúne manifestantes pedindo a condenação em segunda instância do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e o voto impresso nas eleições de outubro deste ano.

O ato ocorre no cruzamento da Rua Alagoas com a Avenida Afonso Pena, próximo ao Ministério Público Federal em MS. Desde as 18h, cerca de 20 integrantes do movimento Brasil Livre adesivam veículos, enquanto entoam frases contra o político, além de chamar a população para a manifestação.

“E um ato pedindo um tipo de voto auditável, contado e a prisão em segunda instância não só dele (Lula), mas todos os acusados na Lava Jato”, comentou Miriam Gimenes, organizadora do protesto.

O protesto de hoje faz parte de uma série de outras manifestações a serem realizadas pelos movimentos, nos próximos dias. Amanhã, a partir das 18h carreata sai de frente da Igreja do Perpétuo Socorro, novamente até o Ministério Público.

No próximo dia 3 véspera da data em que o STF (Supremo Tribunal Federal) deve julgar habeas corpus apresentado pela defesa de Lula, “buzinaço” também será realizado no cruzamento. 

A ação contará com integrantes do movimento Pátria Livre juntamente com Direita MS , MBL MS, Fora Corruptos, Chega de Impostos, Voluntários da Pátria e Reaja Brasil. A mobilização contra o petista ocorrerá simultaneamente em outras cidades do MS e do Brasil.



Dar publicidade a um evento que reúne 20 pessoas é uma imbecilidade.
 
Critico em 31/03/2018 22:14:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions