A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

31/12/2013 08:37

Quadrilha roubou caminhonete para pagar dívida com preso da Máxima

Aliny Mary Dias e Graziela Rezende
Dupla foi preso 1,5 km após perseguição policial. Foto: Marcos ErmínioDupla foi preso 1,5 km após perseguição policial. Foto: Marcos Ermínio

Um detento do presídio de Segurança Máxima de Campo Grande é suspeito de ter comandado a ação de uma quadrilha que roubou uma caminhonete e agrediu a vítima, na madrugada desta terça-feira (31), no bairro Caiçara na Capital.

João Geraldo Leão Martins, 23 anos, e Renan Luis Aparecido Barbosa, 19, foram presos durante a perseguição policial. Eles abordaram o dono do veículo e roubaram o carro. Durante a perseguição, os homens saltaram do veículo em movimento e foram detidos.

Aos policiais, a dupla afirmou que toda a ação foi comandada por um detento em razão de uma dívida que a quadrilha tinha com o preso. O objetivo era levar a Nissan Frontier para o Paraguai e vendê-la ou trocá-la por drogas.

Os outros dois integrantes da quadrilha que participaram da ação foram indicados pela dupla presa como Thiago de Souza Silva, 19, e um adolescente de 16 anos. Os dois estão sendo procurados pela polícia.

vítima dos homens, que não quis se identificar, falou que está bastante assustada e que os assaltantes agiram com violência. “Foi a primeira vez que fui roubado, eles me bateram no rosto e eu não quero passar por isso nunca mais”, afirma.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga e será apurado pela Polícia Civil.

Perseguição - A Nissan Frontier foi roubada pelos ladrões enquanto a vítima estava em frente de casa, no bairro Caiçara. Abordado com um revólver, o condutor entregou o veículo e teve a carteira roubada.

Uma equipe do Tático da Polícia Militar fazia rondas na região quando a caminhonete com os dois ladrões passou em alta velocidade pela viatura na Rua Albert Sabin. Desconfiados, os militares iniciaram uma perseguição que durou cerca de 1,5 quilômetro.

Quando os assaltantes viram que não conseguiriam fugir, saltaram da caminhonete ainda em movimento. O veículo acabou batendo em um carro que estava estacionado e foi recuperado.

Já um dos ladrões tentou fugir em um matagal e outro tentou se esconder na casa de uma moradora, ele subiu em uma árvore, mas foi encontrado pelos policiais.

Veículo foi abandonado em movimento. Foto: Marcos ErmínioVeículo foi "abandonado" em movimento. Foto: Marcos Ermínio
Homens roubam caminhonete, polícia persegue e os dois são presos
Dois ladrões que fazem parte de uma quadrilha especializada em roubo de caminhonete foram presos durante a madrugada desta terça-feira (31), no bairr...
Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Se a ação foi comandada de dentro do presídio, a vítima pode processar o estado por danos morais(o assalto), materiais(danos no veículo), danos físicos(já que foi agredida) e omissão de cautela(já que o preso teve contato e arquitetou o crime). Quando as vítimas do crime começarem a processar o estado para arcar com o não punimento dos criminosos e deixa-los agir, a justiça começará a ser feita pois pesará nos cofres públicos e sairá mais barato cumprir a lei!
 
Alexandre de Souza em 31/12/2013 10:02:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions