ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  27    CAMPO GRANDE 33º

Capital

Quase 70 veículos foram destruídos em incêndio e fumaça continua em depósito

Segundo o Corpo de Bombeiros, foram gastos 23 mil litros de água para conter as chamas

Por Viviane Oliveira e Ana Paula Chuva | 08/08/2020 11:25
No total, 48 veículos foram destruídos pelo fogo em incêndio ocorrido na tarde de ontem, no Indubrasil (Foto: Henrique Kawaminami)
No total, 48 veículos foram destruídos pelo fogo em incêndio ocorrido na tarde de ontem, no Indubrasil (Foto: Henrique Kawaminami)

No total, 68 veículos estacionados em depósito a céu aberto foram destruídos pelo fogo na tarde de ontem (7), em área do Núcleo Industrial, em Campo Grande. No local, estavam sucatas, carros e caminhões apreendidos pelo Tribunal de Justiça, sob responsabilidade de um grupo de leiloeiros. Segundo o Corpo de Bombeiros, foram gastos 23 mil litros de água para conter as chamas.

Nesta manhã, a reportagem voltou ao local e encontrou fumaça saindo de um amontoado de mato e de um caminhão. Foi necessária a volta dos bombeiros ao local para o rescaldo.

Prejuízo - Em nota, o Tribunal de Justiça informou que  "até o momento os bombeiros afirmaram que foram atingidos 68 veículos, sendo a maioria sucata, provenientes de processos do judiciário. Somente quando toda a situação estiver sob controle será possível fazer um levantamento real do que foi ou não afetado e quais as medidas legais cabíveis"

Segundo o gerente da empresa Canal de Leilões, Marcos Augusto do Santos, ainda não foi mensurado o tamanho do prejuízo.

O empresário explicou que a perda não foi maior, porque grande parte dos veículos já havia sido transferida para outra área em data anterior. "O que mais vai pesar no bolso são duas carretas que foram destruídas com valor de mercado de R$ 30 a R$ 40 mil", disse. Assista, abaixo, ao vídeo.

As chamas que destruíram os carros começaram na vegetação seca que fica às margens da rodovia, na saída para Terenos, e alcançaram o depósito por volta das 16 horas. Logo, o fogo começou a destruir os carros, com estalos ouvidos por quem passava pela região. O depósito também tinha motos, mas guardadas em um galpão que não foi atingido pelas chamas.

Marcos Augusto explicou que havia aceiros (procedimento utilizado para impedir propagação de fogo) nos lotes, mas devido ao vento as chamas se espalharam rapidamente. Os veículos destruídos serão removidos da área nos próximos dias, segundo o gerente.

O tempo, segundo a meteorologia, deve continuar seco. Não há previsão de chuva significativa para a Capital nos próximos dias. mesmo com aceiros nos lotes, apesar disso, o incêndio se alastrou rapidamente.

Segundo o Corpo de Bombeiros, do dia 1º até as 14h de ontem (7), foram registradas 146 ocorrências de incêndio em vegetação. Em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram 160 casos, teve queda de 8%.

Veja imagens de ontem do fogo no depósito na saída para Terenos:

No total, 23 mil litros de água foram usados para conter as chamas. (Foto: Henrique Kawaminami)
No total, 23 mil litros de água foram usados para conter as chamas. (Foto: Henrique Kawaminami)
Fumaça vista de fora, vindo de pátio que é cercado por muro. (Foto: Henrique Kawaminami)
Fumaça vista de fora, vindo de pátio que é cercado por muro. (Foto: Henrique Kawaminami)


Regras de comentário