ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  11    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Rapaz fica preso 30 dias por assassinato e volta a matar um mês depois

Por Aline Queiroz | 27/04/2011 11:20

Segundo crime foi causado por desentendimento por som alto

Rapaz foi apresentado esta manhã. (Foto: Divulgação)
Rapaz foi apresentado esta manhã. (Foto: Divulgação)

Preso pelo assassinato do padrasto, Jheferson Luiz Nogueira da Paixão ficou na cadeia por pouco mais de 30 dias. Em liberdade desde março, o rapaz matou outra pessoa, desta vez, após desentendimento por causa de um som alto, no dia 21 de abril.

O rapaz foi preso pela segunda vez por agentes da 2ª DP (Delegacia de Polícia). O primeiro assassinato foi em 21 de janeiro, quando matou o padrasto Croi José Nunes, no Bairro Manoel Taveira, que na versão do autor ameaça a mãe do rapaz, com quem matinha um relacionamento.

Ele foi preso e estava no Presídio de Trânsito desde 17 de fevereiro. Pouco mais de 30 dias depois ele conseguiu a liberdade.

Em 21 de abril, um mês depois de ser liberado da cadeia, ele matou Jairo da Silva. O crime foi na mesma região.

Jheferson confessou à Polícia Civil os dois crimes. Ele disse, em depoimento, que estava em uma casa noturna quando se desentendeu com o rapaz.

Jheferson disse que havia comprado uma ficha de música e Jairo colocou o som do carro muito alto.

Eles trocaram empurrões, Jheferson foi em casa, pegou uma faca e matou Jairo.

Jheferson foi apresentado esta manhã na 2ª DP, onde está preso.