ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 17º

Capital

Rapaz foi morto a 2 quadras de casa e não tinha passagem pela polícia

Crime ocorreu nesta manhã no bairro Caiçara, em Campo Grande; homem foi atingido por quatro disparos

Por Kerolyn Araújo e Clayton Neves | 24/01/2020 09:28
Vítima chegou a andar cerca de 30 metros até cair em vida em cruzamento. (Foto: Henrique Kawaminami)
Vítima chegou a andar cerca de 30 metros até cair em vida em cruzamento. (Foto: Henrique Kawaminami)

Wellington Vicente da Silva, 31 anos, morto a tiros na manhã desta sexta-feira (24) na Rua Pedro Álvares Cabral, no bairro Caiçara, em Campo Grande, não tinha passagens pela polícia e foi executado a duas quadras da casa onde morava com a família.

De acordo com o delegado Bruno Urban, da 6ª Delegacia de Polícia Civil, Wellington estava indo para o trabalho quando o crime aconteceu. Ele não havia relatado à família nenhuma ameaça e também não tinha passagem pela polícia. ''Até agora não há nada contra a vítima ou que indique algum horizonte para nossa investigação", disse.

Delegado Bruno Urban informou que a vítima não tinha passagem pela polícia. (Foto: Henrique Kawaminami)
Delegado Bruno Urban informou que a vítima não tinha passagem pela polícia. (Foto: Henrique Kawaminami)

Imagens de câmeras de segurança que a Polícia Civil teve acesso mostram que o carro Honda Civic, ocupado pelos assassinos, estava perseguindo Wellington desde outra rua. O homem que estava no banco do passageiro colocou a mão para fora do veículo e realizou aproximadamente sete disparos. Segundo a Perícia, a vítima foi atingida por quatro tiros, sendo três nas costas e um na nuca.

Testemunhas relataram que Wellington chegou a pedir para que o homem não atirasse. Após ser atingido pelos tiros, ele andou aproximadamente 30 metros e caiu já sem vida no cruzamento da Rua Pedro Álvares Cabral com Bauru.

Os assassinos fugiram após o crime. O GOI (Grupo de Operações e Investigações) está fazendo buscas pela dupla.

O caso será investigado pela 6ª Delegacia de Polícia Civil.