A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

16/04/2011 15:15

Rapaz sofre agressão motivada por homofobia no centro da Capital

Paula Maciulevicius e Paulo Fernandes

Agressores zombavam do rapaz enquanto desferiam socos e chutes

Um rapaz de 21 anos foi espancado na madrugada desta sexta-feira (15), na região central de Campo Grande. O motivo da agressão: homofobia, ou seja, aversão a homossexuais. A vítima pediu para ter o nome preservado, com medo de sofrer retaliações.

Ele estava na companhia de um amigo, sentado na Rua Boa Vista, esquina com a Bahia, depois de ter saído de uma casa noturna próxima. Um carro com quatro jovens passou e um deles gritou: “veado”.

Logo em seguida, dois jovens desceram do veículo e correram em direção às vítimas. Segundo o estudante, ele pensou que se tratava de um assalto e gritou para o amigo correr porque eles seriam roubados. O jovem desceu pela Rua Bahia, e virou à direita na Avenida Fernando Corrêa da Costa, enquanto o amigo continuou pela Rua Bahia mesmo.

O estudante correu pela avenida, seguido pelos agressores até cair no chão, quando começaram os chutes e socos. Ele tentava cobrir o rosto e dizia para que parassem com a violência.

De acordo com a vítima, os dois autores zombavam dele durante as agressões. “É muito massa fazer isso gente”, afirmou um deles. Os agressores estavam bem vestidos, aparentemente sóbrios e pareciam ser de classe média alta.

Depois de darem uma pausa, eles entraram novamente no carro e saíram pela redondeza procurando o outro jovem.

O rapaz conta que não sabia o que fazer, tentou pedir ajuda, mas não encontrou ninguém pelas ruas. Momentos depois, os agressores voltaram e um terceiro se juntou ao grupo. Segundo ele, tudo foi muito rápido.

“Eu não agüentava mais correr, e eles vinham de novo. Eu pensei em pular dentro do córrego para fugir”, conta.

As agressões começaram novamente, e o jovem repetia que não aguentava mais apanhar.

“Eles riam da situação e eu já estava sangrando, chorando. Tinha um sem camisa que veio e falou: ‘você vai apanhar mais’. Eu não sei como eles aguentavam, davam risadas enquanto eu chorava”, relembra.

As marcas de agressão no rosto do estudante revelam a brutalidade da violência “gratuita”. Segundo relato da vítima, os agressores saíram em busca de alguém em quem pudessem bater. Ele diz que nunca apanhou tanto e a “preferência” dos autores era pela cabeça, e barriga do rapaz.

O jovem foi socorrido por outros rapazes, que estavam passando de carro. “Eu pedi ajuda, expliquei o que tinha acontecido e eles queriam procurar pelo grupo para tirar a história a limpo”.

Ele conta que passou de carro pelo local onde apanhou e viu que o veículo dos autores passava por ali novamente. “Se eu não tivesse tido ajuda, eu ia apanhar mais ainda”, diz.

Abalado, ele foi deixado pelos rapazes próximo ao Terminal Morenão, onde fez contato com o irmão, que veio socorrê-lo.

Os familiares ficaram em choque. O irmão da vítima, disse que só pensava se as agressões teriam sido com barras de ferro, pedaços de madeira.

O jovem registrou boletim de ocorrência apenas na noite de ontem. “Tenho medo da polícia não se meter nisso, porque os rapazes parecem ser filhinhos de papai”, afirma. “Foi horrível e eu não quero ficar lembrando. A cabeça dói, as costas, eu achei que tinha quebrado tudo. Meus dentes estão moles de tanto apanhar”.

Família quer que agressão de rapaz sirva de exemplo contra violência
No entanto, com muito medo, amigos e familiares temem impunidade dos agressoresA família do jovem de 21 anos, espancado por um grupo de rapazes na ma...
Amigos de rapaz espancado tentaram avisar PM, mas não receberam atenção
Dois amigos do estudante de Artes Visuais espancado por um grupo de jovens na madrugada da última sexta-feira tentaram avisar a polícia sobre o carro...


Que grosseria absurda, fico muito triste com situações de desumanidade igual a esta, e fico mais entristecida ainda quando se trata de pessoas que poderia ter uma educação bem mais refinada e agem com a brutalidade ausente em animais irracionais.
 
eliane Araujo em 21/05/2012 09:26:34
Nunca penssei que no Brasil um país tão bonito e de uma tão grande comunidade Homossexual nas grandes Cidades como por exemplo SP e RJ, com os maiores Prides do Mundo, tenha assedio aos homossexuais, falta de Respeito e gladiadores marginais impunes a fazer trabalho de casa. As autoridades devem por cobro a situações contraditórias na Sociedade Brasileira, punindo os agressores com prisão perpectua, só assim combatemos esse flagelo que nos destroi no seio comunitario gay de todo o Brasil e porque não em todo o Mundo como Lição concluida.....
 
Victor Lavoura / Portugal em 26/04/2011 09:53:46
fico,feliz que esta pessoas sensibilizem com estas agressoes porque nada justifica o que fizeraam, temos que ter respeito com todos independente que sejam,espero que nossa justica nao seja cega quanto a respeito deste fato. atc luiz
 
luiz antonio em 20/04/2011 09:04:11
Caraca, eu tenho duas irmãs homossexuais, uma cunhada, várias amigas - sendo que três delas são irmãs que a vida me deu (Ana, Anna e Rita). Sério, se elas fossem agredidas ou o fosse alguém na minha frente, tenho certeza que viraria o bicho.

E mais, os casamentos homo femininos costumam ser muito mais centrados e respeitosos do que os héteros que conheço.

Vamos abrir os olhos e a mente, gente.

Estamos falando de amor. De afeto. De adultos que podem escolher como e com quem compartilhar carinho!
 
Adriana Neder em 20/04/2011 01:41:22
Tão triste quanto a violência pela qual passou o rapaz é ver pessoas legitimando o comportamento truculento dos agressores, posto que justificamos aquilo com o que concordamos.

A generalidade da sociedade enxerga a homossexualidade como algo repreensível. Assim sendo, a violência desse calibre contra homossexuais nasce não do vento, mas do forte sentimento de desprezo que essa sociedade nutre pelos homossexuais que, vistos como desiguais e inferiores, tornam-se alvos freqüentes daqueles que se sentem superiores a eles.

Quando mulheres são estupradas, freqüentemente as vemos passando de vítimas a responsáveis por seu próprio estupro - muitos acham que uma mulher que veste roupa sensual não pode reclamar de um estuprador, e assim é com os homossexuais também: como foi dito por alguns, "se eles não esfregassem (não se beijassem, como fazem os casais heterossexuais) em público não seriam agredidos", "se mantivessem isso na esfera privada (não se assumissem como homossexuais e se escondessem) não teriam problemas", ou seja, para muitos a culpa não é dos agressores, mas dos 'veados' que insistem em querer direitos iguais - a lógica dos opressores sobre aqueles que por eles são oprimidos, a lógica à qual estão expostos as mulheres, negros, índios, pobres e homossexuais.

Para encerrar, eu quero dizer algo à desiformada "Neri Rodrigues do Amaral": a homossexualidade não é doença, e isso é dito desde a década 1970 pela Associação Americana de Psiquiatria, o órgão psiquiátrico mais renomado do mundo, e seguido pela Organização Mundial de Saúde e as associações de psicólogos de todos os países desenvolvidos. Homossexualidade é tão legítima quanto a heterossexualidade, e o que te impede de ver isso são a sua cultura e crença, pois a medicina te contradiz. Quem precisa de tratamento é você para sua ignorância.






 
Elie Silverio em 20/04/2011 01:38:57
Como diz José de Abreu, em mais de 150 espécies de animais existem relações homosexuais, só na espécie humana tem homofobia. Qual é o anormal?

Cadeia neles!

 
Sérgio Souza Júnior em 19/04/2011 01:43:05
Comentário do RAFAEL TURCO: "nao sou contra homossesuais, mas tem uns que querem ficar se esfregando nas ruas, isso é o reflexo da agressão vizual que eles expõe."

Cara, na boa, somos TODOS iguais perante a LEI e isso não sou quem diz...é a CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA, se um casal de héteros podem se 'esfregar' na rua, por que um casal de homo não podem??? Qual o problema??? Acima de serem homo, hetero, azul, rosa, amarelo, roxo...são seres humanos, brasileiros e devem ser respeitados sim! Foi-se o tempo que gay tinha se beijar num quarto e muito dos escondidos! Não sei se você percebeu mas já estamos no século XXI!!! E prepare-se porque a humanidade caminha para, sem generalizar, a bissexualidade! Ou pelo menos, para a total compreensão de suas sexualidades! BEIJO NA RUA E AGRESSÃO NÃO SÃO SINÔNIMOS!!! SÃO DEMONSTRAÇÕES DE PESSOAS QUE NÃO SE RESOLVERAM AINDA SEXUALMENTE!!!! E tenho dito!
 
thiago martins em 18/04/2011 10:57:20
Infelismente não podemos ser quem somos. Vivemos oprimidos ou fugindo de pessoas que acreditam que o melhor é ser como eles: pessoas sem educação, sem respeito, preconceituosos, verdadeiros inbecis... parecemos marginais. que corre e se esconde de medo ....
 
Fábio Mauricio em 18/04/2011 10:30:57
Realmente lamentável que nos dias atuais com tanta informação disponível, ainda há quem haja como um animal irracional, transgredindo valores e achando que sua opinião e vontade deve ser imposta a qualquer custo. Espero realmente que as autoridades façam valer os impostos que pagamos encontrando esses marginais e colocando-os atrás das grades!
 
Michell Mosciaro em 18/04/2011 09:48:50
É muito triste que a nossa cidade tambem seja palco de espetaculos grotescos como este, rapazes que saem de casa para agredir e matar. Neste final de semana um travesti foi assassinado por um grupo de rapazes muito parecidos com esses q agrediram esse jovem. A unica diferença é que os que atacaram o travesti estavam armados com facas. O ódio continua predominar as cidades.
 
leticia mello em 18/04/2011 08:29:50
espero que a policia encontre esses rapazes e eles sehjam punidos no rigor da lei, nãon interessa a classe social deles, nós temos que respeitar opção sexual, religião etc, etc, etc, pois todo mundo é livre pra ser o que quiser . Espero que Campo Grande não se torne manchete como outros estados por motivos idiotas.
 
josé roberto em 18/04/2011 08:15:42
no minimo esses ai sao burguesinhos, metidos a babaca, que ficam cheirando pó, e trocando faquinha, que e so isso que esses boizinhos sabem fazer, vem fazer isso aqui em Ponta Porã, machoes, vem aqui...
 
joel lara em 18/04/2011 07:23:09
REPÚDIO TOTAL! Um dos piores paises do mundo, com relação a preconceito em geral, infelizmente é o nosso Pais. Por que? É o pais do preconceito mascarado, aquele falso. Vamos então aqui se tratar da homofobia. Poderia citar aqui outros mils exemplos de homofobia, mas vou dar um exemplo bem simples. Aquele preconceito que quando na roda de amigos, homens jogando qualquer tipo de jogo, a opnião por um erro é sempre dita assim; PÔ MANÉ ISSO É COISA DE VIADO, BICHA, FLORZINHA, BOIOLA e por ai vai. Demonstra bem o que pensa o "MACHO" brasileiro, como se quem faz o erro é sempre "A COISA" diminutiva. MAS se o mesmo o jogador opninante estiver num lugar GLS pegando uma gatinha do amigo gay, lá obviamente, ele nao tem qualquer tipo de preconceito homofóbico. MASCARADO. Isso represante muito bem como é o povo "MACHO DO BRASIL". Na minha opnião, tenho até vontade de se fazer este estudo, é que geralmente, aquele que tem esse repúdio todo contra homofobia, é na verdade o pior tipo de gay enrustido. Por isso não moro mais no Brasil. Aqui na europa, nos paises mulçumanos, USA e até mesmo nos paises vizinhos ao Brasil o preconceito é DECLARADO e cada um no seu quadrado. Péssimo claro, mas pelo menos sabemos onde pisamos.
 
jorge chaves em 18/04/2011 07:15:36
É incrível o quanto de mulher bonita tem por ae e os caras ficam procurando alguém pra bater... Bem dizia minha avó que mente vazia é oficina do diabo.
Pessoas pobres de espírito. Espero que sejam 'pegos' e sofram as punições merecidas..
 
Adriano César em 18/04/2011 06:14:50
Um absurdo como este não deveria ficar impune num país como o Brasil. Queremos ser tudo como país; realizadores de copa do mundo, olimpiadas e tudo mais. Almejamos sermos desenvolvidos, entrar para o G8 e ouras coisas afins. Assim não dá. Crime de bárbarie, crime de ódio. Quando é que as pessoas neste país vão poder ser livres de fato e de direito. Porcos chovinistas estão à solta pelas ruas se escondendo atrás de um carro, na calada da noite, em suas casinhas de classe média com uma educação e relação familiar deploráveis. São seres imorais e repugnantes que agridem os outros na surdina. Covardes que vão achar o que procuram
 
carlos alberto em 18/04/2011 04:38:56
O comentário desse tal de Rafael T... é tão absurdo que chego a ter pena dele... Isso não é motivo para se espacar uma pessoa, para se praticar um ato tão violento dessa naturaza... me diga uma coisa, os casais heterosexuais tb não se esfregam em público? e as prostitutas que talvez vc pegue não ficam se mostrando nuas nas ruas para todo mundo ver? pq os homosexuais não podem? ninguém tem nada a ver com a vida das pessoas e os incomodados que se retirem sem violência, é o certo e humano, pq tu se incomoda tanto? isso não é normal... procura um psicólogo cara.
 
Ana Cristina em 17/04/2011 12:07:15
não adianta bater, a culpa são dos pais que aceitaram a condição do filho como algo normal, difícil viver num mundo onde a televisão influenciam as pessoas a acharem que é norma dois homens se ficarem se esfregando ou duas mulheres se lambendo, não aprovo o que foi feito com o "rapaz" mas que da vontade de fazer o mesmo quando esse bando de viado fica dando em cima da gente qdo passamos na rua dá.
 
roberto trad em 17/04/2011 11:58:57
Se for filho de algum politico ou juiz, delegado etc..eles vão prender,.....mas se nao for.....esqueçe.....
 
Valmir Nogueira em 17/04/2011 11:22:28
Quando vejo um casal homosexual na rua não sinto nada de mais, agora ... se quem vê se sente tão incomodado, a ponto de espancar, é porque algo ta errado aí heim. Concordo com meus colegas comentaristas que dizem "Sai do armário". rs
 
katia rosana em 17/04/2011 10:40:55
A agressão ao rapaz é uma agressão a toda a sociedade, ao Estado demcrático de Direito, as liberdades individuais. Ter uma ação eficiente da polícia, bem como, um posicionamento responsável da midia é fundamental para que a cidadania viva plenamnete em nossa comunidade.
Como pai de família lamento o ocorrido e desejo melhoras ao rapaz, que não se deixe abater em sua dignidade, que a violência não seja confundida com força, neste caso é covardia, a força esta contigo e com aqueles que combatema ignorância.
 
Silvio César em 17/04/2011 10:23:02
Não vai acontecer nada mais do que isso. a Polícia de nosso Estado é despreparada e fazem questão de ficar fora do caso. Se o rapaz que apanhou fosse filho de um figurão do Governo eles achavam os culpados no mesmo dia. Mas como a propria denúncia já fala o contrário, certeza de que eles nem vão atrás disso.
 
marcos paulo siqueira em 17/04/2011 10:09:46
homofobia nao existe,o q existe sao homens disfarçados de homens e com inveja dos gays q se assumem...pq ser gay...eh normal,a vida eh uma só,cada um faz dela o que quiser.até onde sua coragem permitir,mas esses q se passam por homem e agem dessa maneira jamais sao homens..o homem verdadeiro adoraria acordar de manha e ler uma noticia q todos os homens do mundo teriam assumido ser gay,,quanto felicidade o verdadeiro homem sentiria sabendo q seria o unico homem no mundo e todas as mulheres disponiveis so para ele..entao gay nao incomoda,,os q nao se aceitam q se sentem incomodado com os homens gays corajosos q assumem o q sao e nao precisam casar e trair suas mulheres com homens depois do casamento...isso nao eh lenda,eh fato e a sociedade preconceituosa eh culpada por esse tipo d absurdo..depois vem aquelas fantasias de querer colocar a roupa da mulher e pedir pra ela ir no sexshop comprar acessorios para usar neles..isso nao eh fantasia,sao essas bichas homens q nao podem assumir o q sao e nao sao homem de enfrentar a propria familia e a sociedade...
 
sergio antonio em 17/04/2011 10:00:23
Vergonhoso!! Lamentável! Bando de vagais covardes... Ngm merece ainda termos que nos deparar com esse tipo de notícia. Agor é torcer pra serem encontrados e punidos!
 
Daniela Felisberto em 17/04/2011 09:57:17
O covarde é assim, só age em bando, agride e depois foge. Sou heterossexual e tenho vários amigos homossexuais, cada um na sua, o respeito é ainda maior por parte deles, porque sabem do preconceito que enfrentam, porem te garanto que são seres humanos responsáveis, pagam suas contas em dia, incapazes de fazer mal a uma mosca, diferente desses idiotas preconceituosos que agrediram esses rapazes.
 
CLAUDIO LIMA em 17/04/2011 09:53:39
Com todo respeito aos que não são assim, mas essa cidade é cheia de caipiras provincianos, preconceituosos e metidos a comedor. Espero ansiosamente que estes imbecis sejam presos, e que a polícia não fique omissa diante da homofobia, pois sei que o pensamento de muitos destes policiais é de preconceito também, porém eles devem agir de acordo com o que suas funções exigem, atendendo a toda a população independente de sua identidade de gênero. NÃO à HOMOFOBIA!!!
 
Gisele Sena Bertolazo em 17/04/2011 09:51:18
infelizmente tem pessoas que concordam com a violencia, principalmente em Campo Grande, onde e grande o numero de agressoes, seja em familia, seja no transito, seja no grupo de amigos, nos bairros, nas gangues.... mas, o pior de todas elas e a agressao sem motivo, onde o agressor tem prazer em agredir. ser homossexual, negro, ou qualquer outra forma nao deveria ser motivo de agressao, porque todos sao iguais perante a nossa constituicao. se todos sao iguais, ora, os agressores agrediram os homossexuais porque tambem sao e nao querem assumir. que vergonha pra nossa cidade! mas, o que fazer?! quer local mais machista e preconceituoso que Campo Grande? se nao acredita, chega com um carro de menor valor perto destes filhinhos de papai, ou chega em uma das grandes lojas vestido simples, sem roupa de marca, pra ver o preconceito reinar. ainda tem uns idiotas que apoiam isso tudo. so por Deus!!!
 
Sonia Verao em 17/04/2011 09:48:06
O Comentário de um tal Rafael é tão absurdo qto a pancadaria! A violência está demais e se não for denunciada só vai piorar. E sabe o que mais me envergonha é que tem mulheres que ficam com caras assim. Esses imbecis, idiotas violentos não tem pais sábios, e as mães são tão filhas da p@#$% quanto as mulheres que eles ficam
 
Patricia Santos em 17/04/2011 09:39:50
"tem uns que querem ficar se esfregando nas ruas" é justificativa pra bater então? Cada uma que eu vejo... Gente preconceituosa fingindo ser bacana e compreensiva é tão pior quanto esses que ofendem e agridem aqueles que são diferentes deles. Se cada um cuidasse da própria vida, deixasse os outros em paz para viverem suas vidas do jeito que quiserem - em casa, na rua, na calçada, onde fosse - não haveria tantos crimes de ódio, estupros, brigas no trânsito.
Esse tipo de justificativa é do mesmo nível baixo de "tava de roupa curta e decote, queria ser estuprada mesmo". Enquanto existir ignorância nesse nível, esse tipo de violência sempre vai existir. A pergunta é: como acabar com essa ignorância? Ninguém tem a resposta.
 
Luciana Souza Reino em 17/04/2011 09:29:48
A policia tem que investigar, prender e punir esses agressores, sejam "filinhos de papai" ou não, toda forma de agressão tem que ser punida.
 
Claudio Silva Moura em 17/04/2011 08:46:37
* NAO SUPORTO ISSO, ATÉ QUANDO A NOSSA SOCIEDADE VAI FECHAR OS OLHOS PARA ISSO, ATÉ QUANDO NOSSAS AUTORIDADES VAO FECHAR OS OLHOS PARA ESSES ACONTECIMENTOS , ÉSSA É UMA HISTORIA QUE VEIO A PUBLICO MAS QUANTOS E QUANTOS JOVENS SAO AGREDIDOS SO PELO FATO DE SEREM HOMOSEXUAIS , AS PESSOAS PEDERAM DE VEZ O RESPEITO PELO SER HUMANO.
 
SANDRA NUNES em 17/04/2011 08:19:55
GENTE...É IMPRESSIONANTE A FALTA DE AMOR NO CORAÇÃO DAS ´PESSOAS...ESTES JOVENS AGRESSORES SÃO CRUÉIS....SERA Q NAO PASSA PELA CABEÇA DELES QUE ESTE RAPAZ PODERIA SER UM FILHO DELES DAQUI ALGUM TEMPO??? É INJUSTO TANTA REVOLTA...SE VOCE NAO ACEITA O HOMESSOXUALISMO NAO PRECISA FICAR VENDO ENTAO...IGNORE SIMPLESMENTE....ACHO O Q FALTA MESMO É AMOR, FRATERNIDADE, RESPEITO...SÃO UNS VERDADEIROS MONSTROS VESTIDOS DE HUMANOS...MAS DEUS NO CÉU ESTA VENDO TUDO...AMIGO QUE SOFREU ISSO...DEUS VAI TE ABENÇOAR E VC VAI SE RECUPERAR DESTE TRAUMA...FORÇA....
 
MARIA HELENA FARIA em 17/04/2011 08:01:04
Absurdo, temos que combater qualquer tipo de preconceito, seja de cor, raça, religião...
 
Humberto Tadeu em 17/04/2011 07:40:00
Na boa, meu filho é gay, é uma pessoa de bem e muito feliz. Ele foi educado para respeitar a todos à sua volta.

No dia que alguém agredir meu filho por qualquer imbecilidade dessas, eu JURO que perderei qualquer senso de civizilidade e o(s) agressor(es) DESEJARÁ(ÃO) não ter nascido, seja filho de quem for.

NINGUEM TEM O DIREITO DE JULGAR, MUITO MENOS DE AGREDIR NINGUEM.
 
Fábio Marchi em 17/04/2011 07:03:45
SR. RAFAEL TURCO,

É SIMPLESMENTE LAMENTÁVEL A SUA IGNORÂNCIA, TANTO NO SENTIDO DAS RELAÇÕES HUMANAS QUANTO AO NOSSO PROTUGUÊS. OLHE, VISUAL SE ESCREVE COM (S) E NÃO COM (Z). VÁ PARA UM BANCO DE ESCOLA APRENDER A LER E ESCREVER CORRETAMENTE E LEIA ALGUNS LIVROS DE BOAS MANEIRAS, CONVIVÊNCIAS, TOLERÂNCIA, FÉ, RESPEITO, CARÁTER, COISAS QUE INFELIZMENTE, ACHO QUE SEUS FAMILIARES NÃO SOUBERAM TRANSMITIR A VOCÊ. TENHO UM PROFUNDO SENTIMENTO DE "DÓ" DE SUA PESSOA. ESPERO QUE ESSE COMENTÁRIO SIRVA PARA FAZER VC. PENSAR COMO SER HUMANO (EM SUA PLENITUDE....) CASO CONTRÁRIO DAQUI A POUCO É VOCÊ QUE ESTARÁ PRATICANDO ESSAS VIOLÊNCIAS.
 
maria helena nogueira em 17/04/2011 06:51:23
Nossa... que ponto que chega!!! Um ser humano não poder ficar na rua... independente da hora, ele merece respeito.....
Justiça......
 
Fabiana Silva em 17/04/2011 05:33:44
É exatamente gente com esse perfil dos agressores que entra em uma casa noturna e mata um segurança. É exatamente o mesmo tipo de monstro.
 
Edilene Caldas em 17/04/2011 05:23:45
Quando jovem também ví constantemente este tipo de coisas acontecerem na saída do círculo militar (fins de 80 e início de 90), onde jovens saim para bater quem encontrasse pela frente, em pontos de ônibus e na rua. A juventude continua a mesma, os pais devem saber sobre a atitude de seus filhos e o que fazem. A deterioração da família e da moral provocam sérios problemas a sociedade, o pai não tem autoridade mais sobre os filhos e as redes de massificação falam em liberdade para todos, será que elea esta preparada para a liberdade? ou estamos dando lugar a libertinagem?
 
Jorge Antônio Dias em 17/04/2011 05:02:04
Liziane....
Agora vc chutou o pau-da-barraca.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ele não sabe da campanha existente no mundo humano.
Somos humanos e nada mais. Faz parte até o romance e não só a corrupução
 
Orlando Lero em 17/04/2011 04:57:02
nao sou contra homossesuais, mas tem uns que querem ficar se esfregando nas ruas, isso é o reflexo da agressão vizual que eles expõe.
 
Rafael Turco em 17/04/2011 04:19:46
Doentes, são esses rapazes que espancaram esse rapaz e doente também essas pessoas que fazem esses comentários ridículos dizendo que o filho é homosexual por que os pais aceitam ...qta ignorancia heim seu Roberto Trad? E esse Rafael outro imbecil, que dispensa comentários maiores....Concordo que esse tipo de gente que faz ou apoia esse tipo de violencia , seja racial, social ou de orientação sexual esses sim são seres repugnantes doentes que deviam ser excluidos da sociedade. São pessoas que tem algo mal resolvido com eles mesmos...homossexualidade reprimida.
 
Tatiana Bega em 17/04/2011 03:56:13
aqui ja virou terra de ninguem...ninguem respeita mais ninguem...salvem-se quem puder...
o melhor é todos que forem de bem nao sairem mais de casa e deixar apenas a escória nas noite... aí sim vamos identificar quem sao os verdadeiros marginais... mas jovens de bem teimam em querer sair... eu ja nem saio mais...pra mim chega
 
stepheen abrego em 17/04/2011 03:54:28
Não concordar e ter opinião contrária com a prática homossexual é uma coisa, agora partir para a agressão do ser humano é um absurdo. Isso não tem nada ver com homofobia, isso tem a ver com ignorância mesmo. Pode se discordar de uma pessoa, mas não agredi-la.

Não concordo com a prática homossexual, pois é contrária a natureza humana e aos princípios que regem a vida, mas não irei agredir os homossexuais, preciso respeitá-los como seres humanos que precisam de ajuda e cura para essa doença.

Fica aqui o meu protesto. "Não a violência e sim a mão amiga para ajudar!"
 
Neri Rodrigues do Amaral em 17/04/2011 03:51:00
Pra mim, esses mauricinhos filhos da puta são homossexuais e não se assumem. Bando de montros!
 
Laura Kraemer de Mello em 17/04/2011 03:21:14
É muito fácil pro povo "leigo" colocar o problema em cima da polícia, e dizer que não vão achar os culpados por serem "filhos de papai". Para se localizar um culpado, caso não se tenha filmagens, tem de haver várias características dos indivíduos, placa de automóveis, e demais informações que vão contribuir com a investigação policial que cabe a POLÍCIA CIVIL, que é a polícia investigativa. Outro problema é que já se saiu do flagrante, e lesão corporal, provavelmente só levará os autores a processo. A população tem que parar de colocar o problema na polícia e verificar que a lei brasileira, o código Penal e Código de Processo Penal estão desatualizados e possuem várias falhas, que contribuem para que esse tipo de agressão ocorra. Sentimento de impunidade, gera criminosos!
 
Rodrigo em 17/04/2011 02:33:36
Rafael Turco. Então você acha que isso é motivo??? Sua postura denota bem sua agressividade. Te incomoda tanto ver dois homossexuais juntos? Se incomoda, sai do armário queridão!

Liberta a BEE que existe em você!
 
Liziane Berrocal em 17/04/2011 02:20:19
Tem gente que não admite concorrência!!!!

Gente, tem espaço para todos, tem homem sobrndo, não precisa agredir ninguém.
Que isso, o rapaz se meteu com o "bofe" dos senhores? Isso é assunto para ser resolvido entre o casal, e não envolver terceiros. O "outro" não lhes deve satisfações. Vão cobrar explicações do parceiro de vocês.

Mais uma coisa: armário faz mal. Dá claustrofobia, pode estar cheio de ácaros...
Como diria uma antiga personagem do Chico Anysio, "Solta a franga, menina".

Homem que é homem sai à noite para encontrar muheres, não para perseguir outros homens, gays ou não!!!
 
marly siqueira caramalack em 17/04/2011 02:07:01
Fiquei uns 5 minutos pensando no que comentar. Li todos os comentarios anteriores, ainda bem q pelo menos 95% eram de espanto, perplexidade, 'revolta' e com pedidos de apuracao do caso e que mesmo que utopicas, que seja dado fim a violencia.

O que mais espanta e todos deveriam pensar, 'e que tem na sociedade, como apareceu em 2 ou 3 comentarios, pessoas que 'pensam' da mesma forma, ate dizem, para nao ser totalmente animais, que sao contra o ocorrido, mas que as vitimas, indireta ou diretamente, nao podem reclamar do ocorrido ou mesmo que uma atitude 'G'm justifica a violencia.

Violencia gera violencia, mas o que esses animais mereciam 'e pagar pelo que fizeram realmente, mas tambem serem vitimas ou alguem de sua familia ou amigos serem vitimas de um absurdo desse. Somente assim ele sentiriam o que praticaram e sentiriam a angustia, a revolta e outra palavra com que a familia, amigos e que 'e contra qualquer tipo de preconceito esta sentido no momento.

Campo Grande, que 'e uma cidade Morena, nao entre pra estatisticas e realidade desse ABSURDO, pelo que passa algumas cidades brasileiras. Todos contra a HOMOFOBIA, contra qualquer preconceito.
 
Lucio Borges em 17/04/2011 01:43:43
E muito facíl fala que a policia não faz nada,mas tem que antes de tudo saber qual e o trabalho de cada setor da segurança pública e até onde dentro da legalidade podemos agir, hj a Policia Militar mesmo com dificuldades tem um trabalho muito sério juntos a sociedade na questão tanto da homofobia quanto do bulling e outras formas de agressão as difernças ou minorias, a ação da policia comutitária e de projetos nese sentindo so engrandecem o nosso trabalho junto a sociedade a questão de uma sociedade que tem graves problemas educacionais não vão se resolver apenas com a ação da policia.
 
Carlos Nunes em 17/04/2011 01:40:35
INFELIZMENTE EM CAMPO GRANDE O PRECONCEITO REINA....
 
GRAZY LINS em 17/04/2011 01:14:59
Uma pena que aqui em nossa cidade tenhamos que conviver com tamanha brutalidade, nossa cidade tem muita garota bonita, os caras poderiam estar paquerando as garotas e ao invés disso estão procurando bater em alguém que nem representa ameaça para os homens, bem, acho que os agressores na realidade sao homossexuais enrrustidos que nao se aceitam.
 
MENDES JUNIOR em 16/04/2011 11:45:05
Ao ler esse tipo de notícia me dá uma tristeza enorme. Onde vamos para com tanta violência? Vilolência de todo tipo. Cada semana é uma nova modalidade de violência. Esse jovem que apanhou: Cadê seus direitos? A esses jovens que bateram: Cadê o respeito ao próximo? Parece que não existe mais respeito a vida, ao ser humano. A prática da violência se tornou rotineiras em todos os lugares, por motivos banais se praticam atos absurdos. Pior que tudo fica por isso mesmo, não há punições. E esses "malucos" vão continuar fazendo vítimas. A atitude deles só pode ser originada da má educaçao e mau exemplos. Só pode.
 
Maria Zavan em 16/04/2011 11:32:50
Na psicologia quando alguem age dessa forma é porque no fundo tambem tem tendencias homosexuais. É tipo um espelho, a pessoa agride porque ve no oposto um lado que possui e não quer expor.
 
JOSÉ PEREIRA FILHO em 16/04/2011 10:39:35
Esses vagabundos, covardes...devem ser todos "enrustidos"...ficam doidos pra "soltar a franga" e saem por aí espancando jovens que são homossexuais pq os mesmos se assumem e os "belezinhas" não podem assumir - pq fica "feio para a família" e ao mesmo tempo querem preservar a imagem de "garanhões"!! Bando de hipócritas!!
 
Jane Oliveira em 16/04/2011 09:50:11
Campo Grande adora copiar São Paulo, inclusive essas imbecilidades. Agora agressões motivadas por homofobia também chegam aqui. Homem que é homem não se preocupa com a vida sexual de outro homem. Isso é coisa de gente enrustida.
 
Thaisa Lopes em 16/04/2011 09:47:03
Sinceramento eu não aguento ler essas noticias, esses caras são um bando de mauricinhos desocupados, um dia quero encontrar com uns caras desses. vou ensinar a eles fazer isso com as pessoas.
 
edson moreira jaime junior em 16/04/2011 08:48:20
Os rapazez agredidos foram vitimas da violencia que impera nas noitadas da cidade,e os noturnos sabem que correm esse risco.Certamente os covardes agressores estivessem drogados e por algum motivos bateram nos dois.Nada justifica! Ninguem é obrigado a gostar de homossexuais e nem adora-los pois são praticantes da promiscuidade e do pecado.Vivem nas ruas e quando podem acabam "mexendo" com rapazes e as vezes encontram aqueles que se ofendem e partem pra briga,como as prostitutas atrás de clientes.O crime de lesão corporal vai ficar por isso mesmo,não há pistas dos agressores.Da proxima vez em que forem ficar sentados na calçada,na escuridão da madrugada,fazendo o quê,tomem cuidados com esses playboyzinhos!!! Homofobia que nada!!!
 
samuel gomes-campo grande-ms em 16/04/2011 08:35:20
Eu lamento por este jovem, os crimes de ódio no país são frequentes, simplesmente por não terem educação, acho que enquanto não houver uma lei séria que vai criminalizar, estaremos sugeitos a agressões e mortes neste País, sou Hetero sexual, estou lutando por uma lei que vai mudar a história da impunição neste país, PCL 122/06, como mãe de familia e um filho homossexual, vou lutar pelo respeito, a sociedade não precisa aceitar seres humanos, mais vamos exigir o respeito e punição.
 
Renata Valente em 16/04/2011 07:19:01
Quanta insanidade, Meu Deus!
Realmente a humanidade está se deteriorando cada vez mais!
Isso é doença, esses delinquentezinhos precisam se tratar.
 
Maria Aparecida Miranda dos Santos em 16/04/2011 06:12:30
Não consigo entender como este tipo de violência ainda acontece, para pior agora em nossa cidade! Que caminhos nossos jovens estão seguindo? Preconceito sexual, racial e religioso para mim é a mais pura definição de imbecilidade. Espero que as autoridades identifiquem os autores deste crime!
 
Carlos Eduardo em 16/04/2011 05:23:59
Os pais deveriam se questionar sobre a postura de seus filhos adolescentes longe de seus olhares...os jovens deveriam sair para se divertir em grupo de uma maneira saudável, não com essa maldade exarcebada de diversão ás custas do sofrimento dos outros.
quando se fala em violência,pensamos em gangues,em pessoas menos favorecidas,mas a violência está presente nos apartamentos,nas boates e bares noturnos...naqueles meninos que saem com seus carros importados e roupas de marcas,cansados da vida bacana que possuem e buscam adrenalina para preencher seu ego.
é uma pena que os pais estejam brincando de educar...
 
erika costa em 16/04/2011 05:06:36
Que absurdo...
Não tem nem o que comentar! Revoltante.
 
Fernando Becker em 16/04/2011 05:03:31
Covardes! Imbecis! Enrustidos! Hipócritas! Não são bons o bastante e precisam autoafirmar sua masculinidade através da violência. Desejo que seus filhos e netos sejam assumidamente gays...
 
Gilberto Ramos em 16/04/2011 04:39:55
É lamentável que ainda temos que conviver com esse tipo de violência, produto de uma educação distorcida e preconceituosa. O pior que essa aversão inaceitável pelas pessoas homoafetivas, negras, pobres, etc, são alimentadas no próprio lar.
 
Maria Tereza Silveira de Oliveira em 16/04/2011 04:34:52
Até um tempo atrás, os alvos desse tipo de ataque eram prostitutas, negros e nordestinos nos grande centros do país. Agora são homossexuais, daqui a pouco serão idosos, gordos, magros por ai vai, sem que as autoridades façam alguma coisa. Outra coisa que eu tenho observado; os bares de campo grande, frequentados principalmente pelas classes A e B, são equipados com enormes televisores que mostram ininterruptamente lutas livres, onde "atletas" ficam massacrando uns aos outros. Daí jovens que precisam mostrar a sua masculidade brigando, são encorajados pelo álcool consumido, causam esse tipo episódio lamentável, que cada dia mais se torna comum em Campo Grande.
 
Paulinho Barbosa em 16/04/2011 04:09:04
ABSURDO!!! POLÍCIA CIVIL VAI CONSEGUIR PEGAR ESSES CANALHAS COVARDE TENHO CERTEZA !!!!!!! ELES BATERAM NESSE RAPAZ PQ SÃO ENRUSTIDOS E COVARDES MAS PODE TER CERTEZA QUE O RAPAZ DEVE TER ANOTADO A PLACA E A POLÍCIA CIVIL VAI BOTAR A MÃO NESSES CANALHAS HOMOFÓBICOS ULTRAPASSADOS IRRACÍVEIS E MONSTROS!!!! E VAMOS ESPERAR QUEM SAO OS FILHINHOS DE PAPAI DESAFIO PRA POLÍCIA CIVIL QUE SERÁ DESVENDADO JÁ JÁ
 
Fernanda Muniz em 16/04/2011 03:49:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions