A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/04/2011 22:01

Família quer que agressão de rapaz sirva de exemplo contra violência

Jorge Almoas e Paula Maciulevicius

No entanto, com muito medo, amigos e familiares temem impunidade dos agressores

A família do jovem de 21 anos, espancado por um grupo de rapazes na madrugada da última sexta-feira, por suposta motivação homofóbica, espera que o caso sirva como exemplo para evitar novos episódios de violência gratuita, motivadas ou não por questões de gênero.

O estudante de Artes Visuais estava com um amigo na esquina das ruas Bahia e Boa Vista quando foram xingados de “veados” por rapazes em um Corsa preto. Dois deles desceram do carro e espancaram o jovem, que correu, mas foi alcançado na Avenida Fernando Corrêa da Costa.

A irmã do jovem espancado, uma secretária de 28 anos, ficou sabendo do fato ocorrido com o irmão, mas ainda não tinha visto as marcas da agressão. “Quando cheguei em casa, ele estava deitado de costas, sem nenhuma marca. Mas ao ver o rosto dele, fiquei assustada, o rosto está muito inchado, roxo, com hematomas”, descreve, assustada, a secretária

Ela conta que o irmão não queria apresentar denúncia contra os agressores, por acreditar em possível retaliação e por acreditar que os jovens que o machucaram saiam impunes. “Ele relatou que os meninos eram bem vestidos, de boa aparência, e achou que não vai dar em nada. Mas isso não pode continuar. Essa violência foi gratuita, algo precisa ser feito”, diz a jovem.

Muito assustada, ela afirma que tinha medo de sair nas ruas por conta de possíveis assaltos. “Bater em alguém sem motivo é coisa que eu via na televisão, que acontece fora de Campo Grande. Agora, quando acontece dentro de casa, com alguém próximo, é diferente. Agora, fico com medo de sair de casa, sem saber se vou voltar”, revela.

Segundo a irmã do agredido, ele contou que um dos rapazes é branco, forte, tem o cabelo preto cortado curto e estava sem camisa. Ao que parece, ele incitava os demais a continuar a agressão.

“É muito massa fazer isso”, disse um dos agressores, enquanto chutava e socava o estudante de Artes Visuais. Ele esteve na Santa Casa, onde fez radiografias, para saber se não havia fraturado algo, e foi ao IML (Instituto Médico Legal) fazer exame de corpo de delito.

Um amigo do jovem, um arquiteto de 24 anos, comenta que os agressores não tinham motivo para bater no rapaz. “Eles fizeram por diversão, coisa de quem não tinha nada pra fazer”.

Ciente de que os jovens pertencem a uma classe social elevada – os amigos anotaram a placa do carro e descobriram o endereço do carro, em um bairro nobre de Campo Grande – o arquiteto teme que a polícia não queira se envolver no caso.

Os dois amigos do jovem, ao tentarem pedir ajuda a uma viatura da PM que passava no local, não receberam atenção. “Esse caso precisa ser mostrado, discutido, para que as pessoas tomem consciência. Como a vida do meu amigo vai ficar depois disso? Ele vai conseguir voltar à rotina, sair na rua, fazer tudo o que fazia antes?”, questiona o arquiteto.

A pedido dos entrevistados, os nomes foram preservados.

Amigos de rapaz espancado tentaram avisar PM, mas não receberam atenção
Dois amigos do estudante de Artes Visuais espancado por um grupo de jovens na madrugada da última sexta-feira tentaram avisar a polícia sobre o carro...
Rapaz sofre agressão motivada por homofobia no centro da Capital
Agressores zombavam do rapaz enquanto desferiam socos e chutes Um rapaz de 21 anos foi espancado na madrugada desta sexta-feira (15), na região cent...


A Familia e o rapaz agredido não devem se calar nesse momento. Se ignorarem os fatos as mesmas agressões continuarão acontecendo aqui em nossa cidade. Os responsáveis tem que serem punidos sim!
Até agora a justiça não fez nada em relação ao episódio, será que ela fará algo se começarmos a fazer justiça com as próprias mãos????
 
José Sousa em 18/04/2011 10:20:25
rapaz vc q foi vitima de tamanha covardia, n tem q ter medo q a policia n vai fazer nada, denuncie e cloque a publico q vc denunciou e dai se a policia n fizer nada vc tem como se manifestar depois e com certeza a população vai estar do seu lado. o q n se pode é deixar de denunciar esses covardes, canalhas e malfeitores q se dizem ter dinheiro mas n tem o principal q é RESPEITO AO PROXIMO.......Eu ainda quero acreditar na policia...afinal esse é o papel dela fazer valer a justiça...VA EM FRENTE E DENUNCIE N DEIXE EM PUNE ESSES CANALHAS E IDIOTAS...
 
Adevair Teodoro de Carvalho em 18/04/2011 09:02:49
sei que e dificil mas os familiares desse moço realmente não devem desistir
ate quando vamos estar a merce de bandidos ou de idiotas que acham que são melhores que os outros
policia neles
 
soraia lombardi em 17/04/2011 12:53:43
tinha que pegar o endereço jogar na midia para que fossem ate a casa desses " Covardes" e dessem um pau neles bem dado. Por que se esse espancado estivesse armado e revidasse com certeza estaria o bairro dele estampado bem grande. Bem que poderiam falar o "Bairro nobre" e a placa do automovel né. Rapaz, ta hora de se fazer alguma coisa urgente. Esses Caras deveriam ser punidos com rigor, é facil encher o carro de "machos" e sair batendo nos outros. Quero ver se são homens para ir com esse mesmo carro cheio de "Covardes" la no Dom Antonio. Olha Deus deve ser bondoso com esses camaradas, se eles pegam o cara certo seriam no minimo tres covardes a menos na terra. Ou será que estavam querendo o territorio so pra eles???? Sei não.
 
alex santos em 17/04/2011 10:25:33
Acreditar que as autoridades policiais não agirão por se tratar de "autores abastados e de classe social elevada", é uma atitude tão retrógrada, que nos leva a 20 anos de atraso, no mínimo. Agora, é claro: depende das atitudes das partes vitimadas, em procurar os meios corretos para denunciar, buscar todo tipo de apoio e não se esquivar de suas atribuições em representar contra os autores.
 
Gilson de Oliveira Coelho em 17/04/2011 10:16:06
Divulga a placa do carro no twitter pra ser apedrejado. Se eu pego esses agressores no hospital que eu trabalho.... agressores rezem pra não ir parar no hosital público!
 
Joseana Carvalho em 17/04/2011 09:46:55
Este fato se assemelha com o recém acontecido, onde o segurança perdeu a vida, mas desta vez foi em um lugar e horário onde ninguem viu ou sequer pode fazer algo, mas ja que localizaram a a residencia de onde estava o veiculo de um dos agressores, torço para que a PM e a Civil partam para cima e prendam esses pittbullzinhos raivosos em resposta para sociedade sobre mais um fato que envergonha a sociedade compograndensse.
 
luciana Coelho em 17/04/2011 07:33:24
chegou a hora de nossas autoridades tomar uma providencia marcante e enérgica desta situação para que sirva de exemplo aos mocinhos que acovardados em suas atitudes quando só e quando em grupo se mostram os machões(provavelmente são gays enrustidos) e que os pais sendo gente de bem de nossa sociedade não deverá apoiar tal atitudes dos filhos. e que a família do rapaz afetado por estes abestaiados possam divulgar quem são tais elementos monstrinhos em formação para que os pais de outros
tenham noção e mantenha seus filhos longe destes abestaiados.mas nossa gloriosa polícia cicil vai investigar e chegar aos culpados...estas proteções por seraem de família abastada ficaram no passado hoje nossa polícia tem outra visão disto e aguardaremos
que a p.c possa logo logo colocar tais animais na cadeia. vamos dar mais um voto de confiança a nossa polícia.
 
zildo de o.barros em 17/04/2011 06:58:02
é impressionante como nos dias de hoje acontece estas coisas tão primitivas,estes delinquentes q andam por ai a fazer estas coisas com certeza não tem preocupações e tem quem os protegem quem os da casa comida e talvez até uma boa mesada,infelizmente este jovem agredido tem uma certa razão como acusar quem não sabemos nem nome nem endereço,mas faz um retrato falado destes bandidos, e PAIS atenção ao comportamente pois estes bandidos podem ser seu filho,ou a proxima vitima pode vir a ser,POPULAÇÃO vamos nos mobilizar pois andamos com tanta pressa q talvez estes animais sejam nossos vizinhos e nem damos conta,denunciem si suspeitarem denunciem,fica aqui um desabafo e um apelo pois só damos importancia quando acontece com os nossos,o Brasil esta precisando de civilidade e cordialidade coisa q poucas pessoas tem por isto a vida esta sendo tão banalizada,vamos abrir os olhos e a cabeça meu povão.
 
regiane yasmim portugal em 17/04/2011 06:16:40
A policia tem o DEVER de investigar é para isso que ela é paga com o dinheiro dos nossos impostos. Mas para que a polícia investigue é necessário que se faça o Boletim de Ocorrência, e forneça todas as informações que se tenha até o momento. Se não houver BO como a polícia vai investigar. Agora se tem BO e a plícia não investiga, aí é outra história!.
 
jose alfredo de melo em 17/04/2011 05:17:13
Sou contra todo o tipo de violência, e também fui vitima da violência quando perdi meu querido filho Brunão assassinado de forma violenta e covarde por um jovem que utiliza de forma errada seu conhecimento em artes marciais para praticar a violência. No próximo dia 19 de abril, estaremos fazendo uma manifestação contra a violência e a impunidade, a aproveito este espaço para convidar este rapaz agredido, seus familiares e amigos para juntarem-se a nós neste manifesto. Qualquer duvida entrar em contato pelo e-mail: jgescobar@uol.com.br.
 
João Márcio Escobar em 16/04/2011 11:12:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions