ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Região do Lagoa recebeu cerca de R$ 33 milhões em investimento, diz prefeita

Adriane Lopes (PP) participou do Café com Conselheiros na manhã deste sábado (15)

Por Fernanda Palheta | 15/06/2024 13:05
Prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP), durante o Café com Conselheiros da região do Lagoa neste sábado (15) (Foto: Fernanda Palheta)
Prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP), durante o Café com Conselheiros da região do Lagoa neste sábado (15) (Foto: Fernanda Palheta)

A Prefeitura de Campo Grande investiu cerca de R$ 33 milhões na região do Lagoa. O balanço foi apresentado aos líderes comunitário na edição do Café com Conselheiros, realizado na manhã deste sábado (15), na Escola Municipal Nagen Jorge Saad, no Bairro Tijuca.

Para a prefeita Adriane Lopes (PP) a aproximação com as lideranças dos bairros melhorou a gestão do município. “A gestão municipal é descentralizada, ouvir a população e estar em contato com as pessoas é fundamental para que as tomadas de decisão sejam, cada vez mais, assertivas e as entregas sejam realizadas no menor tempo possível", disse.

Ela também destacou os principais destinos do recurso investido na região. "Iluminação do campinho de futebol, revitalização da praça da juventude, conclusão de duas Emeis [Escolas Municipais de Educação Infantil], pavimentação e drenagem dos bairro Oliveira I, II e III e do bairro Caiobá II", detalhou.

A diretora-presidente da Planurb (Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano), Berenice Domingues, explica que o encontro tem o objetivo de prestar contas das demandas apresentadas. "Em abril de 2023 tivemos a primeira reunião no Lagoa, um ano depois voltamos para apresentar o que foi feito", disse.

Segundo a prefeitura, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) atendeu 58 pedidos, entre eles sinalização horizontal e vertical da Rua Poente e a instalação de quebra-molas na Rua Tenente Antônio João Ribeiro. Já a Sisep (Secretaria Municipal De Infraestrutura E Serviços Públicos) seis atendeu seis demandas, um exemplo foi a manutenção das ruas no Bairro Jardim Batistão.

O presidente do Conselho Regional do Lagoa e presidente do Coophavila II, Ivanildo Soares da Silva, aponta que a infraestrutura é o principal gargalo da região. "Os principais pedidos são para tapa-buraco, troca de lâmpadas queimadas, limpeza de boca de lobo e sinalização", detalha. Para ele o formato de encontros aproxima a administração com quem está na ponta.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias