A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/10/2013 08:01

Requisitado nos bairros, semáforo nunca foi ativado e atiça polêmica

Bruno Chaves
Anatálio reclama e diz que pedestres poderiam atravessar avenida com segurança se sinal estivesse funcionando (Foto: Cleber Gellio)Anatálio reclama e diz que pedestres poderiam atravessar avenida com segurança se sinal estivesse funcionando (Foto: Cleber Gellio)

Requisitado na periferia de Campo Grande para controlar o tráfego de veículos e pedestres em avenidas movimentadas, o semáforo causa controvérsias e divide a opinião de moradores e frequentadores da Via Parque, região da Mata do Jacinto em Campo Grande.

Instalados há pelo menos quatro anos no entroncamento da Avenida Nelly Martins (Via Parque) com a Rua Rio Negro, segundo trabalhadores e moradores, os semáforos localizados em frente ao Parque Sóter nunca funcionaram. Quem passa pelas via já se acostumou com a cena.

“Aqui é desorganizado. Ninguém respeita. O táxi vem e dá o balão da forma errada, vem outro carro e passa direto. As pessoas já se acostumaram e sabem que está desligado, por isso fazem o que querem”, opina a recepcionista Camyla Kovalsk, 24 anos. Ela acredita que a ligação do semáforo no local não mudaria a conduta dos motoristas, que estão acostumados com atitudes erradas.

Já o aposentado Anatálio Ribeiro, 62, que costuma andar de bicicleta, duas vezes por dia, pelo local, acredita que se o sinaleiro fosse ligado, as pessoas com mobilidade reduzida poderiam ter mais segurança no trânsito. “Tem muita gente idosa que caminha por aqui. O velhinho, na hora de atravessar, para, olha e fica perdido. Se a pessoa fica desatenta, o carro passa de uma vez e já era”, define.

Anatálio pede para que o dispositivo seja ligado. Ele define o local como perigoso, já que o fluxo de veículos é intenso, principalmente em horários de pico, no início da manhã e final da tarde. “Segurança nunca é demais”, lembra. Quem partilha da mesma opinião é o porteiro Jeder Roberto da Silva, 33, que diz que “para o pedestre, é mais seguro que tenha o sinal porque facilita a travessia”.

A auxiliar de serviços gerais Geneci Gonçalves de Oliveira, 41, pensa que o sinaleiro poderia evitar acidentes, principalmente nos horários mais movimentados do dia. “Aqui é uma via muito perigosa e serve de caminho para quem vai ao Centro da Cidade. Então, se ligassem o semáforo, evitaria ações erradas no trânsito”, acredita.

Segundo moradores, o semáforo foi instalado há anos e até hoje não funciona (Foto: Cleber Gellio)Segundo moradores, o semáforo foi instalado há anos e até hoje não funciona (Foto: Cleber Gellio)
Dispositivo deverá funcionar em breve, afirmou a assessoria de imprensa da prefeitura (Foto: Cleber  Gellio) Dispositivo deverá funcionar em breve, afirmou a assessoria de imprensa da prefeitura (Foto: Cleber Gellio)

Partindo para uma opinião oposta, a estudante de direito Carolina Lopes, 22, acredita que um semáforo no local é “desnecessário”. Ela mora na região do Parque do Sóter há dois anos e se pergunta “por que não colocam em outro lugar?”, já que considera o lugar como de baixo fluxo.

Quem costuma andar pela cidade percebe a existência de novos semáforos instalados em ruas e avenidas como a Manoel da Costa Lima, Júlio de Castillho e Euler de Azevedo, por exemplo. Alguns já estão em funcionamento e outros não possuem previsão para serem ligados.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Campo Grande e a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) para poder conseguir informações acerca do cronograma de instalações, além de saber o tempo exato de funcionamento do semáforo da Via Parque com a Rua Rio Negro.

A diretora-presidente da agência, Kátia Castilho, não atendeu as ligações, porque estava em reunião e não retornou. Já a assessoria de imprensa informou que a prefeitura vai providenciar a aquisição da máquina do controlador, que faz o dispositivo funcionar, e que o semáforo será instalado.

Apesar de um prazo específico para conclusão da instalação não ter sido informado, a assessoria acredita que até o final do mês de outubro o sinaleiro esteja em funcionamento.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Alguém duvida que rolou um superfaturamento e favorecimento de algum parente ou amigo nesse caso?
 
Junior Ferreira em 12/10/2013 14:35:20
Realmente, ja me estranhei com este semaforo também. Moro bem perto da esquina. Mas não ta lá por 4 anos não... instalaram quando o Brookfield começou instalar aquele condominio enorme na esquina (que vai aumentar bastante o fluxo de carros em hora de pico)
Para evitar desrespeito a sinal vermelho, o melhor seria te-lo ligado somente nas horas de pico, e desligado ou piscando amarelo o resto do tempo, pois fora de 6:45 - 8:15, 11:30-1:30 e 17:15-19:00 tem pouco movimentação naquele cruzamento. A hora de noite poderia ser estendido até 20:30 pois o uso por pedestres é intenso no inicio da noite.
Ideal seria fazer como é no primeiro mundo: com sensor de movimentação no asfalto, e sempre vermelho, mas abrindo direto só quando precisa (e se não abrir, é porque tem carro cruzando, então para!).
 
Marcos da Silva em 12/10/2013 11:59:07
Até parece que o semáforo vai resolver alguma coisa, o que vai acontecer é que vão continuar desrespeitando a sinalização e o semárofo também...
 
Marco Aurélio em 12/10/2013 10:26:00
Isso vem mais uma vez provar que essa atual "DIRETORIA " da AGETRAN NÃO FUNCIONA. Isso é uma PIADA de mau gosto. Se eu fosse administrador, o que eu iria fazer com alguém responsável por uma diretoria que não funciona,... não existe meio termo, ou é ou não é.
 
Eduardo Semir em 12/10/2013 09:28:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions