A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

31/03/2017 10:45

Rodovias são liberadas e, em Campo Grande, protesto tem pouca adesão

Leonardo Rocha e Marcus Moura
Caminhada pelo centro da cidade teve pouca adesão de manifestantes (Foto: André Bittar)Caminhada pelo centro da cidade teve pouca adesão de manifestantes (Foto: André Bittar)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou que as rodovias nos municípios de Sonora, Três Lagoas, Bataguassu e Mundo Novo, foram liberadas, retornando o fluxo normal. Em Campo Grande, no fim da manhã desta sexta-feira (31) o protesto segue com caminhada pela área central, no entanto com pouca adesão, com cerca de 80 manifestantes.

O grupo interditou parcialmente a Rua 13 de Maio (faixa direita), seguindo para a frente do banco Itaú, na rua Barão do Rio Branco. Duas viaturas da Polícia Militar acompanharam os manifestantes, para evitar qualquer transtorno ou problema no trânsito, que no momento segue normal, sem qualquer congestionamento.

Tendo a participação de representantes da Sintracom (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil e do Mobiliário), CUT (Central Única do Trabalhador), Força Sindical, Sindicatos do Bancários, UGT (União Geral dos Trabalhadores) e Nova Central, a adesão ao protesto na Capital é pequena, já que as entidades costumam reunir mais adeptos, em protestos anteriores.

Eles seguem com faixas contra a reforma da previdência e panfletos, que dizem os "males" do projeto enviado pelo presidente Michel Temer (PMDB), assim como críticas a deputados federais e senadores, que eventualmente podem votar a favor da matéria.

Na programação ainda está um protesto no período da tarde, na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que terá ainda panfletagem e caminhada em frente a instituição. Os organizadores dizem que estas manifestações se tratam de uma "prévia" da greve geral, que vai ocorrer no dia 28 de abril.

Rodovias começam a ser liberadas, após protesto no interior (Foto: Fetems)Rodovias começam a ser liberadas, após protesto no interior (Foto: Fetems)

Rodovias - De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, as rodovias dos municípios de Sonora (na BR-163, próximo da divisa com Mato Grosso), Mundo Novo ( BR-163, perto da divisa com o Paraná), Três Lagoas (BR-262, próximo à ponte da divisa com São Paulo) e Bataguassu (BR-267, no Porto XV), já foram liberadas, dos bloqueios que se iniciaram durante a manhã.

Já em relação as rodovias de Corumbá (BR-262, no antigo pedágio que dá acesso à Bolívia), Aparecida do Taboado (BR-158, no trevo que dá acesso a São Paulo), Jardim (BR-267) e Sidrolândia (BR-060), ainda não foi confirmado a liberação das pistas.

Desde o dia 15 de março são realizados protestos - com fechamento de rodovias, interdição do Centro da Capital e acampamento em frente à casa de parlamentares da bancada federal - contra a reforma. A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 287/16 muda as regras para aposentadoria.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions