A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

16/12/2017 10:25

Ruas que já não têm asfalto, com a chuva ganham valetas, lixo e mato

Moradores se preocupam com buracos enormes que atrapalham a entrada nas residências

Bruna Kaspary
Buracos na rua Lise Rose, que nem parece uma via de acesso. (Foto: Marcos Ermínio)Buracos na rua Lise Rose, que nem parece uma via de acesso. (Foto: Marcos Ermínio)

Se a chuva já causa transtornos em ruas que têm asfalto, que dirá naquelas que estão descobertas e sofrem com as enxurradas da chuvas registradas nos últimos dias. As valetas que apareceram em algumas delas são as principais preocupações dos moradores e tem lugar que nem parece mais ser uma via de acesso.

No bairro Caiobá, Elizabeth Silva de Araújo, de 52 anos, lamenta o tamanho do buraco na frente de sua casa, na rua da Física. "Minhas irmãs perguntam porque eu continuo arrumando minha casa se a rua está esse estrago, mas eu não moro na rua, né?! Quero morar bem", explica a assessora política.

Ela lembra que há aproximadamente seis meses uma equipe foi ao bairro para fazer um trabalho de emergência e diminuir a quantidade de buracos. "Eles vieram e passaram a patrola, disseram que iam voltar para cascalhar, mas nunca vieram", e ainda completa: "O trabalho foi tão bom que na primeira chuva foi embora".

 

Vizinhos colocam entulhos para tentar diminuir buracos (Foto: Marcos Ermínio)Vizinhos colocam entulhos para tentar diminuir buracos (Foto: Marcos Ermínio)

Segundo Beth, como prefere ser chamada, as pedras e tijolos que tem na rua foram os próprios moradores que colocaram para tentar diminuir o tamanho dos buracos e os carros conseguirem circular. "Eu reformei minha casa e colei um pouco de entulho ali, o vizinho fez a mesma coisa, porque senão carro nenhum passa, o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência] mesmo não quer descer mais aqui".

"Há uns dias atrás o menino saiu da escola e estava vindo para a casa da avó, caiu no buraco e quase quebrou o pezinho", completa a moradora.

No bairro Jardim Veraneio a situação também não está muito melhor. José Vieira, de 60 anos, lembra que na rua Lise Rose, há situações que o trânsito é impossível. "Quando chove não tem como passar um carro, pior ainda quando jogam lixo aqui", explica.

Segundo ele, a rua é uma das mais prejudicadas do bairro e precisa de atenção imediata da prefeitura. "Não sei nem como está passando carro aqui hoje, o buraco tá muito grande".



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions