ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  22    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Sala de emergência da UPA continua interditada e obras começam só em dezembro

Por Filipe Prado | 19/11/2013 19:24
Sala emergencial ainda está interditada na UPA (Foto: Marcos Ermínio)
Sala emergencial ainda está interditada na UPA (Foto: Marcos Ermínio)

Após risco de possível desabamento do teto da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, sala de internação continua interditada e obras só começarão em dezembro. Os serviços da unidade foram suspensos durante o temporal, que aconteceu no dia 11, com ventos que atingiram 50 km/h.

Segundo o Secretário de Saúde, Ivandro Fonseca, ele já se reuniu com o Secretário Adjunto do Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Sergio Leal, e garantiu que as devidas adequações serão feitas na unidade de atendimento.

Ele ainda explicou que algumas infiltrações ocorreram no dia, isso por conta do material do telhado, feito de zinco, que não suportaria chuvas muito intensas. Mas relata que somente a emergência está interditada.

A assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Campo Grande, explicou que a Seintrha ainda não terminou de fazer uma análise no planejamento das obras, eles ainda precisam fazer uma avaliação para saber qual encaminhamento do projeto.

Mas o Seintrha prevê que as obras, para a substituição das telhas metálicas, da unidade, por um material mais resistente as fortes chuvas, começarão a partir de dezembro. Esse material evita que as infiltrações causadas pelos temporais.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário