A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/03/2011 08:39

Samu fica com apenas duas viaturas circulando por falta de macas

Aline dos Santos e Ricardo Campos Jr.
No caso do Samu, a situação é agravada pelo fato de ter veículos quebrados. (Foto: João Garrigó)No caso do Samu, a situação é agravada pelo fato de ter veículos quebrados. (Foto: João Garrigó)

Ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Corpo de Bombeiros estão ficando retidas nos hospitais de Campo Grande por falta de macas. Ontem de manhã, a situação de penúria no setor de emergência levou ao extremo de ter apenas duas das 14 viaturas do Samu circulando pela cidade.

Quatro ambulâncias ficaram “presas” no HU (Hospital Universitário) e outras duas no HR (Hospital Regional) Rosa Pedrossian. No caso do Samu, a situação é agravada pelo fato de ter veículos quebrados. Quatro estão na oficina, na avenida Manoel da Costa Lima.

"Não podemos deixar o paciente deitado no chão. Então a viatura fica parada no local”, relatou ao Campo Grande News um funcionário do Samu, que pediu para não ser identificado.

A situação expõe um grave problema do sistema público de saúde, onde faltam macas para que o paciente dê entrada nos hospitais. Desta forma, a pessoa permanece “internada” na viatura, que fica impossibilitada de prestar novo socorro.

Especial – Chefe do Resgate, o major Marcelo Fraiha relata que os bombeiros enfrentam problema idêntico nos hospitais. “Isso acontece há anos. Mas ocorre, em especial, no HU”, ressalta.

De acordo com ele, diversos ofícios foram encaminhadas à direção do Hospital Universitário, que promete ações para sanar a situação. “No HR e na Santa Casa a situação está mais tranquila”, avalia.

Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...
Homem tem corpo queimado em acidente doméstico e morre na Santa Casa
Após dois dias internado, José Loureiro da Cruz, 49 anos, morreu por volta das 6h30 desta sexta-feira (15) na Santa Casa em decorrência de acidente d...


As macas do Samu, dos bombeiros ou qualquer outro tipo de viatura que atenda emergência, não só no Mato Grosso do Sul; mas em todo o Brasil. So sera sanado no Momento em ouver insvestimentos em centros medicos completos para atendimento de cirurgias de emergências. Com UTI e Centros Cirurgicos, Que comporte as nescessidades da demanda regional no atendimento emergencial.Pois do contrario as macas ficaram retidas, na espera da liberação de uma maca do hopital vagada por um paciente que subiu para cirurgia e que depois sera colocado nas enfermarias ou UTIs dos hospitais.Com a palavra os administradores dos fundos da saude publica do Brasil.
 
Luís Eloy A. Costa em 17/03/2011 10:10:06
Um absurdo isso! Concordo com o Luís, falta investimentos nesta área tão importante! O que podemos fazer? Escolhermos melhor os nossos governantes!
 
JULIANO MACEDO em 17/03/2011 02:24:41
pessoal acabou o carnaval, agora tudo volta ao normal. para o carnaval tinha viaturas sobrando, nao só da saúde, mas também da polícia. abram os olhos....
 
jorge aragão em 17/03/2011 01:22:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions