A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

06/10/2011 09:35

Sancionado projeto que tenta varrer guloseimas de cantinas de escolas

Marta Ferreira

Lei deve ser regulamentada em 60 dias. Multa prevista pode superar R$ 7 mil

 Sancionado projeto que tenta varrer guloseimas de cantinas de escolas

Uma semana após 180 crianças passarem mal, com intoxicação alimentar, em uma escola pública municipal, o prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PMDB) sancionou hoje o projeto de lei que cria regras para a venda de alimentos a estudantes na cidade. Ele havia informado que faria isso quando almoçou na escola, na segunda-feira, na volta às aulas dos estudantes.

A lei deve ser regulamentada em 60 dias, conforme o texto sancionado.A punição para o desrespeito às regras, conforme o texto da lei, cabe aos órgãos de vigilância sanitária, com a “colaboração da escola por meio de suas instituições colegiadas, que poderá culminar com multa e até interdição de funcionamento da cantina”. A multa, prevista no código sanitário, pode passar de R$ 7 mil.

Apelidado de “Cantina Saudável, o projeto foi proposto pelo vereador Cristovão Silveira (PSDB). A lei proíbe a comercialização nas cantinas de produtos como refrigerantes, pirulitos, balas, salgadinhos industrializado e frituras, além de alimentos industrializados cujo percentual de calorias provenientes da gordura saturada seja superior a 10% do total. Também fica proibida a venda de alimentos cuja preparação leve gordura vegetal hidrogenada.

As cantinas das escolas devem, conforme a lei, fornecer pelo menos uma variedade de fruta in natura por dia, ainda que seja em forma de suco. O texto limita, inclusive, a quantidade de açúcar que pode ser adicionada às preparações. Só pode dois saches, conforme o texto.

Assaltante é preso após dar tiro para cima durante roubo a adolescentes
Um homem de 32 anos foi preso na noite deste sábado (19) após render e roubar três adolescentes no Jardim Leblon, em Campo Grande. Durante o crime, o...
Embriagada, condutora tromba em carro e pega rádio da polícia
Uma condutora, identificada como Josilene Rodrigues Davila, teve que ser contida por policiais após ser flagrada em estado de embriaguez, após aciden...


Falaram logo abaixo dois pais que não se importam com a saúde dos filhos. Se essa lei existisse no meu tempo eu teria outra consciência corporal da que tenho hoje... E além do mais, é incosntitucionamente proibido decidir o que a criança pode ou não comer... Já vender são outros 500s. Dica: aprendam a interpretar o que leem antes de recamar.
 
Karina Montezuma em 07/10/2011 03:29:06
Coitado dos alunos, que os pais nao ganham muito e dao um pouco que tem para seu filho comprar nas cantinas, agora com isso os preços irão subir so os que tem dinheiro mesmo vai poder comprar. O pobre vai ter que ficar chupando o dedo mesmo..... fora que as merenda das escola sao muito ruins, so dessa escola integral que é boa, porque o prefeito nao passaemoutra escola no intervalo e come amerenda
 
thiago souza em 06/10/2011 10:13:14
Simplesmente abuso de autoridade. Só falta eles revistarem as mochilas das nossas crianças para barrar produtos alimentícios que não sejam autorizados.
 
cleber matias em 06/10/2011 03:36:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions