A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

24/04/2014 13:56

Santa Casa nega 9 vezes pedido de transferência de bebê que está no CTI

Graziela Rezende e Aliny Mary Dias
Sofia foi diagnosticada com doença há dois meses (Foto: Arquivo Pessoal)Sofia foi diagnosticada com doença há dois meses (Foto: Arquivo Pessoal)

Com a filha diagnosticada com insuficiência renal crônica, a faxineira Franciele Tales Campos, 21 anos, vive um dilema. Sofia Gabrieli, de apenas um ano de idade, está internada no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital Regional, em Campo Grande. No entanto, mesmo sendo necessária a transferência para a Santa Casa, em caráter de urgência, o pedido já foi negado nove vezes.

“Ela passou de insuficiência aguda para crônica há dois meses e não conseguimos a transferência. O tratamento de diálise peritonial é urgente e ninguém se mobiliza para nos ajudar. Hoje mesmo tentei falar com a direção da Santa Casa e eles sequer me atenderam, é um absurdo”, fala a mãe.

Além da Santa Casa, também houve pedido para o Hospital Universitário, mas sem sucesso. “Eles falam que estão adequando as vagas, mas em cima da hora a transferência é adiada. O médico cogitou até realizar o tratamento fora do Estado, então continuamos tentando”, comenta a mãe.

Bebê passa por hemodiálise para sobreviver (Foto: Arquivo Pessoal)Bebê passa por hemodiálise para sobreviver (Foto: Arquivo Pessoal)

Há dois meses, a vida de Sofia e da família era normal. A menina tinha a rotina de uma criança saudável, mas depois da descoberta da insuficiência renal, a vida mudou. Além do rim afetado, o bebê tem problemas no baço e no fígado.

Para sobreviver, a pequena Sofia passa por sessões de hemodiálise em dias alternados e os procedimentos duram cerca de 4 horas. Apesar das tentativas de transferência para a Santa Casa, Franciele afirma que ao que tudo indica só um transplante de rim poderá mudar a vida da criança.

"Em Campo Grande não tem como fazer, me falaram que as opções são para Curitiba e São Paulo, mas até agora ninguém me dá uma resposta", completa.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da Santa Casa e aguarda retorno.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Que país é esse???????Programa mais médico?? Que país é esse????? SUS quem sabe o que é??? Este é o pais da copa , onde estádios HIPER MEGA FATURADOS são construidos, e a saúde nem um centavo. Me revolta ver uma noticia como esta, é uma criança meu Deus, cade o MP para ver isso??
 
GILBERTO P PEREIRA em 24/04/2014 16:29:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions