A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/04/2016 11:14

Secretaria corrige número de mortes por gripe e MS investiga mais um caso

Natalia Yahn

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) corrigiu na manhã desta segunda-feira (11) a informação de que dois pacientes de Campo Grande teriam morrido este ano vítimas de influenza A (H1N1). Após divulgar duas mortes por conta da doença, também conhecida como gripe suína, a Secretaria voltou atrás e confirmou apenas um caso este ano na Capital. A vítima foi uma mulher de 56 anos que morreu na Santa Casa, onde estava internada também para tratar hanseníase, diabetes e hipertensão, mas não há informação do período no qual ela ficou hospitalizada.

Na quinta-feira (7), quando a Sesau divulgou a morte por H1N1, a assessoria de imprensa do órgão informou sobre o primeiro óbito ocorrido na cidade, o que totalizaria quatro mortes por gripe A este ano em Mato Grosso do Sul.

Porém o caso foi de um paciente de São Gabriel do Oeste, a 140 quilômetros de Campo Grande, que recebia tratamento para gripe A em um hospital – não revelado pela Sesau.

Porém a Sesau duplicou um paciente do interior, que entra na estatística da SES (Secretaria de Estado de Saúde) como morte confirmada por gripe A, do município de São Gabriel do Oeste. Desde o começo a SES negava a quarte morte por influenza registrada este ano no Estado.

Até agora são três mortes confirmadas por H1N1, que fez como vítimas pacientes dos municípios de Corumbá (18/01), São Gabriel do Oeste (23/03) e Campo Grande (06/04).

A Sesau informou que vai iniciar a divulgação semanal dos dados de influenza A a partir desta semana, para manter os números atualizados e públicos.

Outra morte - Uma mulher de 68 anos morreu no sábado (9) sob suspeita de influenza A (H1N1). O caso ocorreu em Cassilândia, a 418 quilômetros de Campo Grande. Caso confirmado o caso pode ser a quarta morte provocada por gripe A este ano em Mato Grosso do Sul.

Aurora Ferreira Gonçalves foi socorrida, mas chegou morta à Santa Casa da cidade. O médico solicitou que o corpo fosse encaminhado ao município de Paranaíba para passar por exame minucioso, a fim de descobrir a causa da morte.

O hospital chamou a polícia e o caso foi registrado na delegacia de Cassilândia como morte a esclarecer. O médico resolveu pedir mais exames, porque não foi possível detectar o motivo da morte, que a princípio seria infarto, o que logo foi descartado. A SES também investiga o caso.

Casos - Os casos notificados de influenza A (H1N1), doença também conhecida como gripe suína, já chegam a 106 notificações em 20 municípios de Mato Grosso do Sul, conforme boletim epidemiológico divulgado ontem (7), pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). Em uma semana as notificações aumentaram 31%, passaram de 73 para 106 casos.

Até o dia 30 de março, no terceiro boletim epidemiológico de influenza, eram 73 notificações da doença em onze municípios, com apenas cinco casos de H1N1 confirmados.

Agora, no quarto boletim, foram confirmados 11 casos de H1N1 e um de influenza B (gripe comum), e apenas três das quatro mortes registadas até agora no Estado. Os óbitos aconteceram em Campo Grande (2), Corumbá (1) e São Gabriel do Oeste (1).

A quarta vítima da doença este ano foi uma mulher de 56 anos, que morreu ontem (7) na Santa Casa da Capital. Porém como a divulgação do boletim estadual ocorreu no mesmo dia, o caso ainda não entrou na estatística, mas foi confirmado pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). A primeira morte por H1N1 na Capital, também só foi divulgada nessa quinta-feira, e ocorreu em março.

Desde 2009 até 2015 foram registradas 86 mortes por influenza A – 15 causadas por H3N2. Somente no ano passado foram sete mortes, uma delas por H1N1.

Vacinação - Mato Grosso do Sul vai receber mais de 720 mil doses de vacinas para atender a campanha de vacinação contra a Influenza deste ano. A campanha terá inicio no dia de 30 de abril com mobilização nacional e segue até o dia 20 de maio. No Estado, o público-alvo corresponde a uma população de 667.922 pessoas e a meta é vacinar 80% deste público.

Mulher de 68 anos morre e pode ser o quinto caso de H1N1 no Estado
Uma mulher de 68 anos morreu no sábado (9) sob suspeita de Influenza A (H1N1). O caso ocorreu em Cassilândia, a 418 quilômetros de Campo Grande. Até ...
Notificações de gripe A avançam 31% em uma semana no Estado
Os casos notificados de influenza A (H1N1), doença também conhecida como gripe suína, já chegam a 106 notificações em 20 municípios de Mato Grosso do...
Mulher de 56 anos morre vítima de gripe A, quarto caso do ano em MS
Uma mulher de 56 anos morreu na manhã desta quinta-feira (7), na Santa Casa de Campo Grande, vítima de influenza A (H1N1), vírus também conhecido com...
MS vai receber mais de 720 mil doses de vacinas de imunização contra Influenza
Mato Grosso do Sul vai receber mais de 720 mil doses de vacinas para atender a campanha de vacinação contra a Influenza deste ano. A campanha terá in...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions