A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

26/02/2015 09:06

Secretaria de Segurança e Exército discutem operacionalização do Sisfron

Flávia Lima
Sistema de monitoramento da fronteira vai auxiliar Exército no combate a crimes. (Foto:Divulgação)Sistema de monitoramento da fronteira vai auxiliar Exército no combate a crimes. (Foto:Divulgação)

A operacionalização e a infraestrutura do Sisfron foram o tema de uma reunião entre o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Sílvio Maluf e o gerente do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras, general de Exército Carlos Roberto Pinto de Souza. Participaram do encontro a equipe responsável pela instalação do Sisfron em Mato Grosso do Sul.

“Queremos tranquilizar o secretário Maluf, quanto ao cumprimento de prazos dos cronogramas de instalações dos equipamentos”, destacou o general Carlos Roberto.
Durante a reunião foram apresentados mapas das áreas localizadas na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai e a Bolívia, que serão cobertas pelo sistema e também, os locais estratégicos escolhidos para a construção das torres, onde serão instalados os equipamentos de comunicação das forças.

O secretário Sílvio Maluf lembrou que Mato Grosso do Sul é parceiro do Exército na implantação e também na execução do Sistema de Monitoramento de Fronteiras, e destacou que as equipes da Sejusp desde já estão à disposição.

Sobre o Sisfron

Com investimentos de mais de R$ 12 bilhões em recursos do Governo Federal e um tempo de 10 anos para total implantação, o Sisfron é considerado um projeto o ousado, que vai empregar tecnologia para ajudar o Exército Brasileiro, em parceria com as secretarias de Segurança, a melhorar a segurança pública em quase 17 mil quilômetros de fronteira, na divisa de 11 estados brasileiros com outros países.

No fim do ano passado foi ativada a primeira unidade do Sisfron em Mato Grosso do Sul, no município de Dourados, para fortalecer a presença e a capacidade de ação do Estado na faixa de fronteira, além de auxiliar as forças policiais no combate ao tráfico de drogas, armas, contrabando e defesa sanitária.

“É um projeto estratégico do Exército Brasileiro para todos, pois é através do Sisfron que vamos otimizar sistemas, reduzir custos e estreitar as relações com os órgãos de segurança pública e as polícias, visando o combate ao crime, defesa das nossas fronteiras e também, a prestação melhores serviços para a sociedade como um todo”, explicou o coronel Gerson Gomes Novo, adjunto do Centro de Monitoramento de Fronteiras do Centro de Comando e Guerra Eletrônica do Exército.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions