A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

01/08/2016 10:17

Sem cesta básica, trabalhadores da limpeza e tapa-buracos param

Fernanda Mathias e Amanda Bogo
alguns trabalhadores aguardavam posicionamento sobre as cestas em frente à Seintrha;  Prefeitura diz que esta semana entrega será regularizada (Foto:Amanda Bogo) alguns trabalhadores aguardavam posicionamento sobre as cestas em frente à Seintrha; Prefeitura diz que esta semana entrega será regularizada (Foto:Amanda Bogo)

Um grupo de 432 trabalhadores que atuam em serviços de limpezas nas ruas de Campo Grande e tapa-buracos cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira, 01 e prometem retomar os trabalhos somente quando a cesta básica, que deveria ser entregue dia 19 de julho seja entregue.

Na manhã de hoje um grupo estava em frente à Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), no Jardim Monumento. Paulo Marques dos Santos explicou que sem as cestas a vida dos trabalhadores, que recebem baixo salário, fica ainda mais complicada.

Ele diz que os alimentos, para uma família de 4 pessoas, dura de 15 a vidas e precisa retirar parte do salário para comprar a mistura. “Sem a cesta, está pela hora de morte”. Ele conta que na sexta-feira, 29, um grupo ainda tentou negociar, mas sem previsão de entrega das cestas, hoje o grupo se organizou e dispensou os ônibus que fazem a distribuição dos trabalhadores nos bairros. 

Os trabalhadores contratados por meio do Proinc (Programa de Inclusão Profissional) recebem as cestas todos os dias 19, mas, segundo informou a Prefeitura, por meio da assessoria de imprensa, “este mês houve atraso em razão de realimento de preço da cesta junto ao fornecedor”. Ainda de acordo com a Prefeitura, a entrega das cestas básicas deve ser normalizado até o fim dessa semana.

Além de varrições e atuação em tapa-buracos, são estes os trabalhadores que fazem as limpezas de praças e canteiros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions