A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

09/01/2013 11:01

Sem chefia, funcionários ficam perdidos e cidadão é prejudicado

Luciana Brazil
Na Central de Atendimento ao Cidadão funcionários exonerados continuam trabalhando. (Foto:Rodrigo Pazinato)Na Central de Atendimento ao Cidadão funcionários exonerados continuam trabalhando. (Foto:Rodrigo Pazinato)

Ainda sem chefias nomeadas, funcionários de secretarias e departamentos da Prefeitura de Campo Grande confessam estar às escuras. Os trabalhos estão prejudicados, já que a atual administração do prefeito de Alcides Bernal (PP) ainda não indicou titulares de algumas pastas nem substituiu comissionados que deixaram os cargos no fim do ano.

Servidores ouvidos pelo Campo Grande News informaram que há setores totalmente paralisados, o que já prejudica o andamento da máquina. Para eles, quem sofre as consequência é o cidadão, que deixa de ser atendido.

Muitos funcionários, já exonerados, continuam em suas antigas funções na expectativa de serem recontratados, situação que Bernal disse recentemente desconhecer.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande (Sisem), aproximadamente mil funcionários foram demitidos dos cargos municipais. Segundo o presidente do Sisem, Marcos César Malaquias Tabosa, este total é referente ao número de demissões feitas pelo ex-prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) e também por Bernal.

Conforme o sindicato, não é possível saber quantos servidores continuam trabalhando, apesar de já terem sido demitidos. “É difícil saber. É uma questão interna e uma opção pessoal”, ressaltou Tabosa, que disse saber dos casos.

Na Central de Atendimento ao Cidadão, os funcionários comissionados da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) seguem as atividades, já conscientes de que não haverá salário no próximo mês, pelo menos por enquanto.

“Eu estou me especializando na minha área. Não estou indo na veia de ninguém. Já fui exonerada, mas estou aqui ainda na esperança de que ele me contrate novamente. Tenho potencial”, disse a funcionária já demitida da Semadur. Ela pediu para não ser identificada. 

Segundo ela, serviços internos, que vão além do atendimento, estão parados. Um exemplo, como ela explicou, são os pedidos de licenciamento ambiental. Os que derem entrada no requerimento do alvará, seja pela primeira vez ou apenas para renovação, já estão prejudicados.

“Não sei te dizer quantos processos têm, mas são muitos e sem a assinatura da chefia nada é liberado. A gente fica refém”. Se não for recontratada, a servidora já está preparada. “Aí, bye, bye”.

No Cecom (Central Municipal de Compras e Licitação), o cenário é o mesmo. Funcionários dizem que pelo menos quatro servidores já foram exonerados e ninguém sabe muito bem o que fazer. “Não tem chefia. Está todo mundo perdido. Ninguém foi nomeado”.

O setor faz desde as grandes licitações do município até pequenas compras para manutenção dos serviços básicos da Prefeitura, trabalho que está prejudicado pela falta de pessoal. 

Hoje, Bernal demitiu cem funcionários, todos lotados no Instituto Municipal de Tecnologia da Informação, dos quais 54 estavam lotados na área de saúde. Não houve nomeação de substitutos. A chefia já foi nomeada, a cargo de Luiz Alberto de Azevedo, servidor público estadual e professor universitário da área, mas não há pessoal no instituto.

Entre os cargos de primeiro escalão, ainda seguem em aberto os de chefe de gabinete, secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, de Ciência e Tecnologia e do Agronegócio; secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano; procurador-geral do município; diretor-presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados; diretor-presidente da Fundação Municipal de Esporte; e diretor-presidente do Instituto Municipal de Previdência. Para a Fundação de Esporte, o nome cotado é de Paulo Telles, ex-diretor do time de futebol Cene.



e agora bernal? eee egora eu qero minha mae maeeeeeeeeeeeee
 
luciano pereira silva em 09/01/2013 22:43:23
Isso eh soh o comeco, tem mto tempo pela frente e consequencias quem paga eh o povo, onde jah se viu comecar uma adminstracao sem os responsaveis pelos setores q atende o povo? e assim vai ser por falta de experiencia, cade a organizacao? Sinto mto mas Campo Grande vai estacionar..................
 
saeko suzuki em 09/01/2013 21:31:43
imagino que nem ele acreditava qi fosse virar prefeito e ainda se aliou a varios partidos que no primeiro turno só falavam mal dele agora tem que se explicar a estes.... e tbm tem uma boa porcetagem de despreparo.... precisei de um documento da agetran hj e tbm senti na pele essa ''zona'', la os funcionarios que sabem o q fazer tão com medo de fazer e os que não sabem dizem que tão sem coordenação, pois, só nomemou o semy ferraz e mais nada....
 
wagner tolentino em 09/01/2013 20:32:42
Está pior do que já era??? nossa, entao deve estar o caos aquele lugar, agora sim que o cidadao vai precisar ter paciencia para ser atendido, so nao vale jogar toda a culpa nisso, pq antes ja era pessimo aquele atendimento
 
Violeta Capeleti em 09/01/2013 20:18:12
kkkkk, isso não é verdade, isso não pode estar acontecendo em uma Capital, mas fiquem tranquilos, até fim do ano tudo se resolve, palhaçada viu....
 
Robeson Oliveira em 09/01/2013 18:40:09
Anotem o que eu vou falar: Bernal não fica até o final do mandato.

 
Moisés Santos em 09/01/2013 16:59:36
Mudança é uma coisa, falta de planejamento e despreparo é outra!!!
 
Carlos Magno em 09/01/2013 15:12:31
Houve tempo para planejar quem ficaria á frente das secretarias A prioridade da prefeitura é o cidadão que paga impostos e usuflui dos serviços oferecidos. Independente das exonerações, o que faz a prefeitura ficar nesse caos, é a falta de chefia, então, nosso prefeito tão elogiado pela população, não tem nem equipe e nem noção da importância e urgência da nomeação das chefias. Parabéns pela super mudança, votem nele novamente. E se os comissionados não trabalhavam, porque esta esse caos o atendimento?
 
sandro caballeiro em 09/01/2013 15:06:26
As coisas realmente tem que mudar, chega de injustiças, é necessário isso acontecer para que haja mudança e muitas mudanças precisam acontecer no setor publico. E o nosso Prefeito Alcides Bernal é um homem que será conduzido pela sabedoria para resolver todas as situações.
 
Maria Ribeiro em 09/01/2013 14:36:37
Eita bagunça.Mas é um mal necessário.Uma hora tudo muda.Ou acharam que iam ficar na prefeitura até virar semente.
 
Marcia França em 09/01/2013 13:56:47
Esta falta de chefia na SEMADUR está sendo um (se não o maior) erro desse prefeito despreparado. Pois os funcionários não têm responsabilidade legal para assinar ou liberar qualquer documento oficial, cabendo até processo administrativo em caso de futuros problemas técnicos e/ou juridicos. A responsabilidade é do chefe nomeado.
Os contribuintes e os profissionais que pagam IPTU e ISS, estão sendo o maiores prejudicados por causa desta eleição.
Cabe aos vereadores eleitos e representantes da população cobrar isso do Bernal.
 
Renato Gonçalves em 09/01/2013 13:00:42
Por tudo que estamos observando e pelas coisa que ainda estão por vir, começamos a ver a real consequência de ter posto esse cidadão como prefeito.
Fico triste por nossa cidade, mas quiseram assim. Infeliz de quem votou no Bernal !
 
Fábio Silveira em 09/01/2013 12:02:54
É isso ai a admistraçao do Prefeito que a população de Campo Grande escolheu já começou pessima, se ele nao consegue nem nomear secretarios imagina coordenar uma prefeitura de uma cidade do tamanho de CG, essa admistraçao vai ser um circo de terrores, se nem os servidores tem condiçoes de trabalho imagina como vai ficar a cidade, como um prefeito eleito nao tem sua equipe montanda??? gente onde vamos parar???
 
laura arruda em 09/01/2013 11:34:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions