A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/11/2012 13:57

Servidor gay que ganhou licença esperava adoção desde 2009

Mariana Lopes
Com o filho no colo, Luis afirma que agora o foco é a criança (Foto: Pedro Peralta)Com o filho no colo, Luis afirma que agora o foco é a criança (Foto: Pedro Peralta)

O sorriso estampado no rosto representa a felicidade por uma das principais conquistas da vida do servidor público Luis Castro, 52 anos. Ele conseguiu na Justiça o direito à licença adotiva pelo mesmo período da licença maternidade, de até 180 dias. Ele e o companheiro, Aguinaldo Silvetre da Silva, de 40 anos, vivem juntos há 15 anos e desde 2009 estavam na fila de espera para a adoção.

Este é o primeiro caso em Mato Grosso do Sul no qual a Justiça concede a licença adotiva para um homem que vive relação homoafetiva. “É um avanço na Justiça do País, é bom mostrar isso para a sociedade. O gay também merece ser feliz, ter filhos, como qualquer outro casal”, enfatiza Luis.

O casal ganhou a guarda provisória do bebê em julho deste ano, e o menino foi para a casa deles logo que nasceu, com três dias de vida. Desde então, Luis luta para conseguir a licença.

De acordo com a advogada de Luis, Tânia Cunha, o primeiro passo foi o pedido administrativo, ao Tribunal Regional Eleitoral. Com o pedido negado, eles recorreram no próprio órgão e de novo foi não foi concedido.

“Então interpusemos uma ação na Justiça Federal, que foi indeferida pelo juiz. Daí, recorremos ao Tribunal Regional Federal da 3ª região, em São Paulo, onde obtivemos a tutela antecipada recursal, que concedeu a licença”, explica Tânia.

Só o processo administrativo durou quase três meses e o judicial mais dois, segundo a advogada. “A Justiça pode ser lenta, mas nesse caso ela foi rápida e obtivemos sucesso”, comemora Tânia.

Para conseguir a adoção, Luis afirma que não foi burocrático, nem por se tratar de um casal homossexual. “Só esperamos tanto tempo por causa da nossa exigência de ser recém-nascido, caso contrário, sairia rápido a adoção”, explica.

Também em 2009, o casal reconheceu em cartório a união estável. Em Mato Grosso do Sul, o casamento civil entre homens ainda não é permitido.

Novo foco - Hoje, o filho do casal está com cinco meses e desde que chegou ao lar se tornou o centro da atenção de toda a família. “Como em qualquer caso, a chegada de uma criança requer adaptação, cancelamos viagens, ficamos mais caseiros, nosso foco mudou, agora tudo gira em torno do nosso filho”, comenta Luis.

 

De uma forma bem carinhosa, Luis conta que ele e o companheiro disputam a “corujisse”. “Estamos até nos policiando para não estragar o menino por excesso de cuidado”, diz.

No mesmo quintal da casa deles, moram também os pais de Luis e as tias. “Essa será a referência feminina dele”, comenta o funcionário público, que não faz cerimônia em relação ao preconceito.

“Sei que existe, que as pessoas falam, principalmente por bandeiras religiosas, mas sou filho de casal hétero e não tive influência gay, então o fato de meu filho ser criado por dois homens não significa que ele vá ser homossexual. Vamos respeitar a escolha dele, independente de qual seja, sem influenciar”, pontua.

Luis acredita que a geração de hoje está com a cabeça mais aberta e isso ajudará na relação do filho com os colegas quando começar a frequentar a escola. “Não me preocupo com isso, vamos prepará-lo, com diálogo e sinceridade. O mais importante é a educação, cultura e valores que ele vai receber dentro de casa”, diz Luis.



Uma notícia assim emociona. Por vários motivos: pela quebra da hegemonia do preconceito; pelo amor desse casal e principalmente, pela vitória da adoção sobre o abandono. Que Deus cubra essa família de muito amor, carinho e saúde! Parabéns mesmo ao casal!
 
Regina Lima em 29/11/2012 10:10:19
Parabens pela adoção e ela coragem de enfrentar o preconceito, que ainda é muito grande em todos os lugares deste Pais. Muita saúde para a criança e muita garra pra voces!
 
Jéssica Santos em 29/11/2012 09:35:43
felicidades a familia
 
sonia moraes em 29/11/2012 09:23:23
Muitas felicidades a esta nova família e fico muito feliz em ver tantos comentários positivos !!!
 
Paula Hernandes em 29/11/2012 08:31:04
PARABENS AO CASAL AO BEBE E A JUSTIÇA.
QUE ESTE EXEMPLO SE MULTIPLIQUE
ESTAS CRIANÇAS MERECEM...
 
MARIA HELENA FERREIRA em 29/11/2012 07:51:37
Essa criança entre milhares teve sorte, abandonada pelos pais heteros, mais o pai biológico não é Homem, se fosse estaria cuidando do filho que fez. O que a pessoa faz não sendo crime, não interessa particularmente a ninguém e sim somente quem a faz.
 
luiz alves em 29/11/2012 07:30:03
Nossa, que reportagem linda! Parabéns. Que Deus abençoe vocês e principalmente esta criança, que ela tenha saúde e alegria!
 
Mariellen dos Anjos em 29/11/2012 07:15:52
PARABÉNS!!!ao casal, a criança, e a justiça,
torço pra que mais e mais sejam aprovadas...
estas crianças PRECISAM de amor!!!
fico feliz e que DEUS os abençoem hoje e sempre
 
maria helena ferreira em 28/11/2012 19:26:36
É difícil ver uma notícia boa na internet.só tem notícias de tragédias...mortes.
Taí uma notícia boa,uma notícia que a gente fica fefiz.
Que Deus os abençoe sempre.
 
carmem camargo em 28/11/2012 17:36:43
Parabéns!!! Q esta criança traga muitas alegrias a este casal.
 
Rebeca Nasony em 28/11/2012 16:42:27
Parabénsssss!!!!
Que benção linda, fico muito feliz em saber uma noticia linda e boa assim.
Deus ilumine essa nova família!!!!!
 
Kelly Onishi em 28/11/2012 16:31:48
Parabéns pelo filho e pela conquista na justiça! Felicidades à família!
 
Thaisa Lopes em 28/11/2012 16:17:08
Parabens, que esta familia seja muito FELIZZZZ.......

 
Lia Blanch em 28/11/2012 16:09:28
O amor não precisa de um homem e uma mulher, parabéns... Todos os dias tem noticias que mãe espanca o filho e o pai também!!!! Esse casal vai dar muito amor a essa criança com certeza, e tem um futuro garantido pelo frente....
 
Lenita Santos em 28/11/2012 15:56:19
Costumo dizer que muitos gays são muitos mais homens do que vários que se intitulam 'homem' por aí! Isso sim é exemplo da hombridade.... paternidade! É doar-se a um filho! Amá-lo, respeitá-lo, educá-lo para a vida! Parabéns a vocês, exemplos do que é ser pai!
 
Ana Cláudia Duarte Ferreira em 28/11/2012 15:38:25
È uma conquista e tanto! Só o juiz "coitado", que parou no tempo.
Parabéns aos pais e boa sorte.
 
Aldo Miranda em 28/11/2012 14:54:17
Parabéns por ter enfrentado esses preconceito e é verdade quando disse sobre a influência da criança virar homosexual, isso não é verdade pois sempre tive amigos homosexuais e eu não virei e não deixei se influênciar, por isso e a sociedade tem que
respeitar a opção das pessoas.
 
Fabio Valensuela em 28/11/2012 14:45:34
parabens Luiz o que importa é o amor, hoje temos muitas crianças nos abrigos a espera da adoção, espero que outros sigam o seu caminho eu tambem adotei um bebe e é a coisa mais maravilhosa do mundo.
 
Elisangela silva em 28/11/2012 14:20:19
Parabéns ao casal... que a felicidades esteja sempre entre vcs.
 
Alex Ferreira em 28/11/2012 14:16:33
parabens a este casal ,que eles sejao muito felizes,nao e so porque e gay que nao merece ser feliz parabens msm.que isso sirva de exemplo para a sociedade que e contra isso tudo .
 
AGNALDO ESPINOSA em 28/11/2012 14:12:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions