A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

01/04/2016 09:34

Sindicato diz que 70% dos policiais civis estão parados nesta sexta

Viviane Oliveira
Paralisação começou 8h de hoje e vai até às 20h A concentração é em frente à Depac do Centro, que Rua Padre João Crippa. (Foto: divulgação/Sinpol)Paralisação começou 8h de hoje e vai até às 20h A concentração é em frente à Depac do Centro, que Rua Padre João Crippa. (Foto: divulgação/Sinpol)
Segundo o Sinpol, cerca de 300 policiais participam do ato em frente à Depac Centro. (Foto: divulgação/Sinpol)Segundo o Sinpol, cerca de 300 policiais participam do ato em frente à Depac Centro. (Foto: divulgação/Sinpol)

Policiais Civis de Mato Grosso do Sul, começaram às 8h de hoje, paralisação de 12 horas denominada como dia de Alerta. Em Campo Grande, os investigadores estão reunidos em frente à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. A categoria quer 20,20% de reajuste salarial. Ontem, o Governo do Estado definiu abono de R$ 200 para todos os servidores, proposta que foi recusada.

Conforme o presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), Giancarlo Miranda, estão sendo realizados apenas os serviços de prisão em flagrante. As delegacias estão funcionando apenas com 30% do efetivo. “O governo precisa investir em segurança pública e valorizar o policial”, diz o sindicalista.

A paralisação dos trabalhos foi decidida no dia 11 deste mês, em assembleia realizada no Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul). As reivindicações dos policiais civis vão desde o estado de conservação das viaturas, infraestrutura das delegacias de polícia, equipamentos de segurança, como coletes a prova de balas, até o reajuste salarial da categoria. O sindicato denuncia ainda de que munições são compradas pelos próprios policiais.

Reivindicação - O percentual de 20,2% é de ganho real, ou seja, ainda desconsidera a inflação dos últimos dois anos, diz a entidade. Pelas contas do Sinpol, o salário inicial da categoria passaria de R$ 3.668,17 para R$ 4.409,14. A categoria entende que, atualmente, o salário não é proporcional à escolaridade exigida para ingressar na instituição – desde 2005 é necessário ser graduado em nível superior.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions