A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

13/05/2016 16:00

Sindicato dos Odontólogos em busca de melhorias para a categoria

Informe Publicitário
Câmara Odontólogos - Foto DivulgaçãoCâmara Odontólogos - Foto Divulgação

O Sindicato dos Odontólogos de Mato Grosso do Sul – SIOMS está em constante busca por melhorias para os seus filiados e por meio do diálogo aberto e esclarecedor com os poderes executivo e legislativo vem a cada dia beneficiando a categoria com importantes conquistas.

A atual luta da categoria é para que os 330 odontólogos da rede municipal continuem com a equiparidade com a referência da categoria dos médicos.

A proposta foi apresentada em reunião da diretoria com o executivo municipal, na quarta-feira (11), e o prefeito Alcides Bernal concordou com os termos e se comprometeu com todas as entidades odontológicas da capital presentes (SIOMS, ABO-MS e AOCG) a sancionar a emenda ao projeto da nova tabela de referência médico-odontológica.

Marta Brandão, Presidente do Sindicato - Foto Divulgação Marta Brandão, Presidente do Sindicato - Foto Divulgação

O sindicato foi à câmara municipal na quinta-feira (12) e reuniu-se com o presidente da casa, vereador João Rocha, onde demonstrou as necessidades da classe e depois, por meio da sua presidente, Marta Brandão, fez uso da palavra na tribuna onde solicitou aos vereadores que fizessem a emenda ao projeto.

A presidente do SIOMS, Marta Brandão, está confiante com o avanço das negociações e a disposição tanto do prefeito, quanto dos vereadores em atender os odontólogos. “A odontologia é uma categoria que engrandece a saúde nacional e em especial de Campo Grande, fazendo um trabalho brilhante em todas as unidades de saúde, um trabalho em prol da população com atendimento digno imediato. O prefeito e os vereadores se comprometeram com os odontólogos a trabalhar para que nunca esta disparidade venha a ocorrer, por isso só temos a agradecer”, afirmou a presidente.

Odontólogos - Foto DivulgaçãoOdontólogos - Foto Divulgação

O vice-presidente, Paulo César, citou a lei que regulamenta ambas as profissões, Lei Federal 3999/61 e as responsabilidades únicas que as mesmas compartilham. “Somente médicos e odontólogos podem por lei emitir atestados e ter responsabilidade técnica para aplicar anestesia, executar cirurgias, prescrever medicações, entres outros. Nenhuma outra profissão tem as mesmas prerrogativas legais no país”, informou.

Na próxima semana, a categoria terá a resposta da sua reivindicação com o sancionamento da emenda ao Projeto de Lei 8.261/16 pelo Prefeito Alcides Bernal.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions