A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

28/06/2016 14:14

Situação é grave e reflete 'desmandos' do Executivo, diz presidente da Câmara

Michel Faustino e Alberto Dias
Presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB). (Foto: Arquivo)Presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB). (Foto: Arquivo)

O presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB), comentou na manhã desta terça-feira (28) a mais recente polêmica envolvendo a gestão do prefeito, Alcides Bernal (PP): a aquisição de bermudas para os alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino), fabricadas no Paraguai. Para o tucano, a situação reflete a série de "desmandos" de Bernal à frente da Prefeitura.

A situação ficou evidenciada depois de denúncias feitas por pais de alunos que questionam a qualidade do produto fornecido pela Prefeitura, o que motivou o vereador Paulo Siufi (PMDB) a apresentar um pedido de afastamento preventivo imediato do prefeito durante sessão desta terça-feira. O parlamentar alega que a má qualidade dos uniformes por si só configura “crime grave”, independente da origem.

Conforme o vereador João Rocha, a situação é grave, mas é preciso ser tratada com cautela. “Não vamos descartar nenhuma ferramenta legal, mas não podemos ser precipitados. Temos evidências, vontade de fazer, mas precisamos seguir a lei orgânica e o regimento interno, que tem prazos a ser cumpridos”, disse.

O parlamentar ressaltou que, o primeiro passo é aguardar resposta ao requerimento feito pelos vereadores Edil Albuquerque e Otávio Trad, ambos do PTB, que pede um detalhamento a empresa e ao prefeito sobre a forma de contratação da empresa e qualidade de material, bem como cópia dos documentos que comprovam a legalização de produtos oriundos do Paraguai.

Uniformes - No dia 03 de junho a Prefeitura de Campo Grande publicou na edição do Diário Oficial do Município a compra dos primeiros lotes de uniformes para os alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino), mais de dois meses após o início das aulas. Camisetas e calçados foram comprados a R$ 3,8 milhões das empresas Nilcatex Têxtil e Odilara Frassão Calçados Eireli, segundo consta na publicação.

Nas etiquetas das bermudas entregues pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) aos alunos da Reme, por meio da prefeitura da Capital, há a informação de que as peças foram importadas do Paraguai pela empresa Triunfo Comércio e Importação, de Blumenau (SC), e distribuídas pela Odilara. A empresa informou que parte da produção vem do Paraguai porque a carga tributária menor barateia os produtos.

Em nota, a Prefeitura informou que as empresas cumpriram com requisitos de qualidade e preço e que a licitação obedeceu todos os trâmites legais. Informa, inclusive, que as peças foram inspecionadas após a entrega e que antes as empresas apresentaram amostras que atestaram a qualidade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions