A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/06/2016 18:15

Prefeitura distribui uniformes “made in Paraguai” a alunos e gera suspeitas

João Humberto
Bermudas distribuídas pela prefeitura aos alunos das escolas municipais foram fabricadas no Paraguai (Foto: Akemy Higa)Bermudas distribuídas pela prefeitura aos alunos das escolas municipais foram fabricadas no Paraguai (Foto: Akemy Higa)

Pais de alunos de escolas municipais de Campo Grande foram surpreendidos quando viram que, nas etiquetas das bermudas distribuídas semana passada pela Prefeitura, tinha a seguinte informação: “Fabricado no Paraguai”. O valor total investido pelo Executivo na compra das camisetas, bermudas e calçados foi de R$ 3,8 milhões, sendo o primeiro lote no valor de R$ 2.989.120,92 e o segundo a R$ 858.925,20, custos que colocam sob suspeita a procedência dos produtos.

A funcionária pública Rosangela Valentim Machado tem dois filhos que estudam em escola municipal e critica a compra. Segundo ela, as bermudas foram confeccionadas com material de tactel de péssima qualidade e, se forem manchadas com gordura, por exemplo, há grandes chances de a mancha não sair.

Ela também afirma que as roupas vendidas no Paraguai são bem mais baratas que as comercializadas no Brasil e estranha o fato de a empresa Odilara Frassão Calçados Eireli, responsável pela fabricação das bermudas, ter importado as peças de outro país, já que sua sede fica em Sapiranga (RS). “Pode ter ocorrido superfaturamento de alguma das partes”.

Empresas – A Prefeitura de Campo Grande publicou na edição do Diário Oficial do Município do dia 3 de junho a compra dos primeiros lotes de uniformes para os alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino), mais de dois meses após o início das aulas. Camisetas e calçados foram comprados a R$ 3,8 milhões das empresas Nilcatex Têxtil e Odilara Frassão Calçados Eireli, segundo consta na publicação.

Nas etiquetas das bermudas entregues pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) aos alunos da Reme, por meio da prefeitura da Capital, há a informação de que as peças foram importadas pela empresa Triunfo Comércio e Importação, de Blumenau (SC), e distribuídas pela Odilara.

Já as camisetas foram confeccionadas pela empresa Nilcatex Têxtil Ltda, também localizada em Blumenau. Em contato via e-mail com a prefeitura, o Campo Grande News não obteve a informação sobre a quantidade de bermudas e camisetas adquiridas.

O contrato foi assinado com as duas empresas no dia 26 de abril. Assinam pela compra Ricardo Trefzger Ballock, Patricia Aparecida Kogler e Odilara Fátima Frassão.

Em 2015, a empresa Nilcatex também forneceu uniformes para a prefeitura, recebendo R$ 16 milhões. Só no ano passado foram distribuídas 240 mil camisetas, 120 mil bermudas, 120 mil pares de meias e 60 mil tênis aos alunos.

No caso da Odilara Frassão, tudo indicad que pode ter terceirizado os serviços de compra das bermudas, já que foram importadas por outra empresa. A reportagem do Campo Grande News tentou contato via telefone com a empresa, mas não foi atendida.

Também foram feitas tentativas de contatos telefônicos com a empresa Triunfo e com a secretária Municipal de Educação, Leila Machado, sem êxito. E-mail encaminhado à assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande solicitando informações sobre os uniformes ‘made in Paraguai’ não foi respondido até o fechamento deste texto.



Dá uma olhada na notícia: http://www.jhoje.com.br/Paginas/20110817/politica.pdf
 
Ricardo em 27/06/2016 19:30:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions