ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Sob pressão, prefeitura anuncia redução de valor da tarifa de ônibus

Por Ângela Kempfer | 20/06/2013 09:01

O prefeito Alcides Bernal anunciou hoje de manhã que vai reduzir o preço da tarifa de ônibus em Campo Grande, depois de ameaça de protestos nesta quinta-feira e pressão da Câmara de Vereadores que cobra respeito à Medida Provisória 617.

A MP zerou as alíquotas do PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), justamente para tornar a tarifa em todo Brasil mais viável.

Ele convocou coletiva para às 10h, quando deve detalhar a redução, mas ainda não repassou índices. Na Capital, a tarifa ficou congelada em R$ 2,85 até o mês de outubro. No entanto, o vereador Eduardo Romero acionou o Ministério Público para que cobrasse da Prefeitura valor menor, com base na MP.

Nas contas dele, o desconto deve ser de 0,10, o que reduziria a passagem para R$ 2,75. Com isso, o Consórcio Guaicurus, que explora o serviço na Capital, deixaria de receber R$ 21 mil por dia. Ao mês, seriam R$ 630 mil e até outubro, R$ 3,1 milhões. Segundo Romero, a Prefeitura informou que só muda a tarifa a partir de outubro.

Ontem, Bernal havia chamado Eduardo Romero de "oportunista", por exigir a redução quando o Brasil está submerso em manifestações por acesso ao transporte público. Garantiu que não iria reduzir o valor.

Hoje ele mudou o discurso e coloca como necessária a revisão.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário