A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/07/2013 13:21

Sobra dinheiro, mas desapropriações podem atrasar obras do macroanel

Aline dos Santos
Obra de penúltimo trecho deve ser concluída em 15 dias. (Foto: Cleber Gellio)Obra de penúltimo trecho deve ser concluída em 15 dias. (Foto: Cleber Gellio)

Orçada em R$ 17 milhões, a última etapa do macroanel rodoviário de Campo Grande, no trecho entre Rochedinho e a BR-163, deve ser retardada por entraves nos processos de desapropriação.

“A maioria é desabitada. Mas tem áreas de um fazendeiro que está criando problemas e pega parte do campo de experimento da Embrapa”, afirma o titular da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Semy Ferraz.

Para não perder as pesquisas, eles querem tempo. O Poder Executivo tem a prerrogativa de desapropriar por interesse público. Ou seja, assumir a posse de determinado imóvel ou terreno e pagar o valor que considerar justo ao proprietário. Quem não concordar, pode questionar o valor na Justiça.

O prazo do contrato para a execução da obra foi prorrogado de maio deste ano para maio de 2014. “A prorrogação foi por precaução, para não perder o contrato. Caso contrário, precisaria abrir nova licitação”, explica Ferraz. O projeto é executado pela empresa Anfer.

Conforme o secretário, nos próximos 15 dias deve ser concluída a etapa até a saída de Rochedinho. Em janeiro, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte) liberou R$ 2 milhões para execução do trecho que vai da saída de Rochedo até a região da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

O macroanel está incluso no PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) e os recursos de R$ 17 milhões para conclusão estão previstos no Orçamento-Geral da União. Os valores são liberados após prestação de contas do último trecho executado.

Dnit repassa R$ 2 milhões para obras do macroanel de Campo Grande
O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte) liberou recursos para continuidade das obras do macroanel de Campo Grande, na saída par...
Obras do macroanel rodoviário devem ser entregues até outubro
Custo total do projeto soma R$ 32 milhõesPelo cronograma inicial, as obras do último trecho do macroanel rodoviário de Campo Grande devem ser entreg...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


Realmente, o tráfego pesado e fumacento na Mascarenhas, Euler e Cel Antonino tá difícil pra carros e motos, imagina pros pedestres.
 
Fabio Pellegrini em 19/07/2013 16:55:02
Gostaria de sugerir uma matéria sobre a pavimentação da MS-010 (Campo Grande/Rochedinho), que foi iniciada há poucas semanas, inclusive me parece que já pavimentaram algumas ruas daquele Distrito, além das proximidades do Parque do Peão.
 
Paulo Medeiros em 19/07/2013 15:07:02
Tem que meter a caneta e desapropriar essa fazenda, é uma obra de extrema importância pro município e para desafogar o transito pesado de carretas nas avenidas Coronel Antonino e Mascarenhas.
 
Marcos Wild em 19/07/2013 14:19:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions