A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/04/2011 11:00

Suspeito de estupro tinha plano de fugir para Três Lagoas com R$ 2,00 no bolso

Aline Queiroz

Tarado conseguiu escapar da Polícia na região do Jardim Centenário

Local na UFMS onde menina foi estuprada.Local na UFMS onde menina foi estuprada.

O principal suspeito de estuprar ontem uma estudante no campus da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) tinha planos de fugir para Três Lagoas, cidade distante 338 quilômetros de Campo Grande.

Ele estava com apenas R$ 2,00, pouco dinheiro para comprar passagem com destino ao interior, o que pode ter comprometido os planos do suspeito, diz pessoa próxima a ele, que pediu para ter o nome preservado.

Antes de fugir, ele procurou abrigo em uma residência na região do Jardim Centenário.

Embora os moradores não tenham permitido que se escondesse no local, ele se aproveitou do momento em que a dona da casa, uma mulher de 63 anos, foi para a igreja e entrou no local.

Uma testemunha, que será preservada, ficou na casa menos de uma hora, por volta de 21 horas.

Neste período a casa passou a ser monitorada, por policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga, e do Serviço Reservado da Polícia Militar.

De acordo com o delegado que ontem coordenava a investigação ontem, com veículos descaracterizados, os policiais da unidade iniciaram o monitoramento do imóvel.

Em entrevista esta manhã, o delegado disse que os policiais militares entraram na casa e o suspeito fugiu.

Já a testemunha conta que ele se assustou com o barulho da viatura da Polícia Civil, uma caminhonete de cor preta descaracterizada.

A operação frustrada gerou nova crise entre as Polícias Civil e Militar.

Após “guerra” iniciada em fevererio, entre as instituições, resoluções publicadas e textos alterados, a Sejusp republicou a norma definitiva.

A resolução 543, que vedava ao Serviço de Inteligência da Polícia Militar - a chamada PM2 - a atuação em crimes fora do âmbito militar, foi alterada.

Manteve-se o texto que veda à PM2 proceder investigações criminais comuns praticadas por civis.

A regra permite as ações de monitoramento, como medida de prevenção a crimes.

O texto informa que “as ações de campo e emprego de tecnologias ou equipamentos na busca de conhecimento devem ser voltadas ao cumprimento de ações de inteligência, inclusive as requisitadas pelas autoridades competentes”.

Durante a polêmica, a PM informou que não faz investigação, trabalho exclusivo da Polícia Civil em relação aos crimes estaduais, mas usa o Serviço de Inteligência para se abastecer de informações na tomada de decisões sobre o policiamento.

Suspeito - O principal suspeito do crime tem antecedentes criminais, um deles, por violência sexual.

Ele está identificado e a Polícia fechou o cerco para tentar capturá-lo.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Esta é uma doença antiga das duas instituições e não é privilégio deste Estado, é nacional, a impressão publica é de que juntas não conseguem fazer frente a imensidão de crimes que assolam a sociedade, imaginem enquanto discutem quem é o pai da criança, enquanto isto continuamos pagando nossos sacrificados impostos para ter essa segurança que não agrada ninguem nem coroneis aposentados, como ví no noticiário. Aguardamos atitudes inteligentes, claras, sem disputa de espaço, cada qual cumprindo seu dever com dedicação e apego aos bons salários que hoje o governo esta pagandom um dos melhores do Brasil.
 
Valter de Oliveira em 12/04/2011 12:21:03
sinceramente na minha opinião a polícia p ara mostrar trabalho pega qualquer um q fica na rua,pois o caso causa revolta e comoção publica e eles querem achar um culpado logo,policia tem que estar nas ruas fazendo ronda,não adianta querer achar um culpado depois q o pior acontece não!!!!temos q ter segurança e nos sentir seguros ,coisa q não temos e n sentimos.Eu como mulher e mãe q sou fico revoltada com tanta violencia contra as mulheres,é chocante,revoltante!!!q DEUS nos proteja.
 
Rosangela rodrigues da silva em 12/04/2011 11:31:33
Enquanto as policias brigam para se saber quem é o responsavel pelas investigaçoes e outros prenderem o tarado ele que nao é besta nem nada deu no pé, enquanto os policiais discutem quem é investigador, pm 2 ou pm 3,4, ou 5 o tarado pode ate fazer mais vitima atraz de dinheiro, pois pelas informaçoes ele tambem esta sem este, quem comete um crime deste naype, pode muito bem assaltar para conseguir alguns. Sera que ja nao esta na hora de se modificar o sistema de segurança no país nao????, sim porque este sistema ja esta arcaico, muitos destes policiais se acham o dono da segurança nascional, oras bolas se o objetivo é capturar alguem por um crime, que que tem de se discutir maneiras ou quem pode ou nao pode efetuar os trabalhos????, sera que nao falta comando????
 
Gerson Pereira Souza em 12/04/2011 11:28:30
Caro Valter de Oliveira, vc esta muito equifocado quanto ao salario dos nossos policiais, não é um dos melhoere do Brasil, mas sim um dos piores, depois que o governo do André começou, os salarios só piorou, pois ele não concede reajuste adequado a muito tempo, alias os dois primeirosanos nem aumento ele deu, portando antes de falar o que der na telha, procure se informar e aprenda a escrever direito."pagandom um...."
 
Adriano de Araujo Nunes em 12/04/2011 08:42:38
O importante é que as Polícias Militar e Civil, mesmo com alguns desencontros, fizeram o papel delas e botaram a mão no infeliz, filho de uma pedra, porque isso não foi gerado por uma mãe e nem pode ser chamado de "aborto da natureza"... Só esperamos que a JUSTIÇA faça seu papel e eu tenho certeza que fará, trancafie esse estuprador miserável e perca a chave da cela. Acredito que esse pedaço de "carne podre" nem de adubo serve para a Terra... Deve secar, virar "passa"... Mofar é bom demais pra ele...
Parabéns, Policiais Militares!!! Deus os abençoem!! Vocês têm um serviço essencial à Comunidade!!!
Meus sentimentos a essa corajosa estudante - ela superará essa tragédia...
 
SUELI ARAUJO LIMA em 12/04/2011 06:44:42
na federal, a gramatica também está sendo ESTRUPADA né caroline matos?
 
juliana frasao em 12/04/2011 05:17:01
Falta é administradores competentes nos três poderes, creio que isso diz tudo, e dispensa qualquer comentário.
 
Edmilson Torres em 12/04/2011 04:51:10
Seria muito bom que o nosso governador, sempre tão enérgico em tantas questões que envolvem o funcionalismo público estadual, cobrasse coesão e oferecesse os recursos adequados à segurança pública do nosso Estado.
Mais investimentos na valorização dos professores também ajudariam, pois bandido não nasce bandido e a Rede Pública de Ensino, se mais eficiente, poderia reduzir substancialmente os índices de criminalidade de MS.
 
Eduardo Figueiredo em 12/04/2011 04:36:33
mais segurança na UFMS já até quando meninas vão ser estrupadas e pessoas vão ser assaltadas ou até mesmo baleadas num local que por ser uma universidade tinha que ter segurança reforçada durante o dia e durante a noite !
 
caroline matos em 12/04/2011 04:29:19
não sei se o colega que colocou este absurdo, criticando as policias sabe, mas o salario da policia do MS e a 20ª no rank de salarios e acredito que esta mal informado, mas concordo que cada um deve fazer sua atribuição e respeitar a outra corporação, pois imagine se um padeiro for construir um predio ou coisa parecida iria ser um caos, e o que esta acontecendo na PC e PM cada um deve fazer o que foi treinado a fazer e parar de criticar sem conhecimento.
 
liliane souza em 12/04/2011 04:27:12
essa é a nossa loucademia de policia...
 
joao da silva em 12/04/2011 04:23:05
Como o problema da falta de segurança na UFMS é antigo... a cada ano vem à tona... mais e mais casos... de coisas brutais... que acometem os estudantes... aqui ai um lembrete às alunas e alunos: NÃO ANDEM SOZINHOS PELOS BECOS DA UNIVERSIDADE... embora não se tenha garantia nessa atitude, pelo menos dificulta a violência... acho.
 
Marcos Araujo em 12/04/2011 04:20:16
Concordo com o colega, a GRANDE MAIORIA (COM LETRAS GARRAFAIS) DOS CRIMES, são cometidos por pessoas que tiveram o BENEFICIO DA LEI, ao serem soltas muito, mas muito antes de cumprir EFETIVAMENTE A PENA.


Até quando meu Deus, até Quando????????/
 
Antonio Marques Lucas em 12/04/2011 03:57:09
Resumo de tudo: Universidade sem segurança= aluna violentada e possibilidades de mais casos
Polícia atrapalhada= tarado fugitivo
Impunidade= liberdade pro bandido que continuará a praticar atos a seu bel prazer...afff.
 
Marcos Araujo em 12/04/2011 03:52:40
E cade o nome do individuo?
 
Thiego Pacheco em 12/04/2011 02:10:33
Agora sim a verdade veio à tona. Quem afugentou o suspeito foi a Policia Civil. Não precisamos dizer mais nada
 
Carlos Bravo Silva em 12/04/2011 02:00:26
mais um que é condenado e esta por ai.....usufruindo dos beneficios que a lei da pra bandidos..até quando eles vao cometer crimes, ir pra cadeia, e sair pra praticar novos crimes...pois a maioria dos casos que temos conhecimento sao de bandidos beneficiados.....

 
edwaldo rodrigues em 12/04/2011 01:05:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions