ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Suspeito de roubos em série a mototaxistas é preso no Centro

Pelo menos cinco trabalhadores foram vítimas do suspeito; de uma delas o homem roubou cerca de R$ 1,5 mil

Por Adriano Fernandes | 14/05/2021 21:38
Fachada da Depac Centro, delegacia para onde o suspeito foi levado. (Foto: Henrique Kawaminami) 
Fachada da Depac Centro, delegacia para onde o suspeito foi levado. (Foto: Henrique Kawaminami)

Um homem, de 30 anos, suspeito de ter cometido uma série de roubos a mototaxistas da Capital foi preso no começo da noite desta sexta-feira (14), na região central. Pelo menos cinco trabalhadores foram assaltados pelo criminoso. De uma das vítimas o suspeito roubou cerca de R$ 1,5 mil.

O suspeito agia da mesma maneira em todos os crimes. Depois de solicitar uma corrida o suposto cliente pedia para ser levado até um endereço afastado. No local ele imobilizava os mototaxistas com uma faca, e em seguida fugia levando o dinheiro e os celulares das vítimas. Na noite de 8 de janeiro, por exemplo, uma das vítimas foi rendida na região da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) e perdeu R$ 170,00 depois de pegar o homem em frente ao Shopping Campo Grande.

Suspeito de ter cometido roubos a mototaxistas na Capital. (Foto: Direto das Ruas) 
Suspeito de ter cometido roubos a mototaxistas na Capital. (Foto: Direto das Ruas)

"No meu caso ele levou o meu celular, cerca de R$ 200,00 e cortou o meu dedo. Fiquei três dias internado sem poder trabalhar", conta um mototaxista, de 34 anos, que foi roubado pelo suspeito no dia 12 de abril. Foi o trabalhador quem,  inclusive, encontrou o suspeito em um ponto de mototáxi na esquina da Rua 15 de Novembro com a Calógera, no Centro da Capital, nesta sexta-feira (14).

Ele e os colegas já estavam à procura do homem desde o início do ano. "Nós já tínhamos uma foto dele, mas ainda não tínhamos conseguido encontrá-los até que hoje a tarde, um dos meus colegas viu que ele estava no Centro", detalha o mototaxista, que pediu para não ter a identidade revelada.

Diante da informação o trabalhador saiu de onde estava, na região da saída para Cuiabá para tentar conter o suspeito. No meio do caminho ele interceptou uma viatura da Polícia Militar.

"Eu disse para os policiais que estava atrás do homem que havia me roubado e pedi para eles me seguirem", conta. O mototaxista e os policiais chegaram a tempo de conseguir encontrar o suspeito.  O homem foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, mas negou todas as acusações, mesmo diante de outras vítimas dos roubos. "Na mesma hora em que ele foi preso eu avisei meu colegas que haviam sido roubados, para virem até a delegacia", conta.

No entanto, como o suspeito não foi preso em flagrante existe a possibilidade dele ser liberado da prisão. "Mesmo depois de termos reconhecido ele, termos provas de que foi ele quem solicitou todas as corridas ele ainda pode ser solto e esse é o nosso medo. Se ele sair pode acabar fugindo, indo para outra cidade e esses crimes ficarão impunes. Não queremos deixar que isso aconteça", desabafa o mototaxista.

O homem foi preso e autuado como suspeito de roubo na delegacia. As vítimas também estão na unidade prisional registrando a acusação.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário