A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/04/2014 15:56

Tatuador é preso acusado de vender drogas para voltar a Minas Gerais

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Tatuador estava há um ano na Capital (Foto: Marcelo Victor)Tatuador estava há um ano na Capital (Foto: Marcelo Victor)

Um tatuador, que trabalhava na Galeria do Edíficio Dona Neta, no Centro de Campo Grande, foi preso por tráfico de drogas na tarde de ontem (23). Ele comprou maconha em Ponta Porã, a 323 quilômetros da Capital, para revendê-la na Capital e obter dinheiro extra para voltar para Minas Gerais.

Policiais da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) apreenderam, após denúncia anônima, 9,2 quilos de maconha escondidos em uma mala. A droga estava na quitinete do tatuador Carlos Diego Martins de Sousa, o Mineiro, 24 anos, na Vila Nha-Nhá.

Natural de Currais Novos (MG), ele estava há um ano em Campo Grande. Neste período, já teve passagem pela polícia por tentativa de homicídio, pelo crime que ficou preso por três meses.

Segundo o delegado titular da Denar, Rodrigo Guiraldeli Yassaka, Mineiro contou que foi até Ponta Porã, onde comprou 10 quilos de maconha. Ele pretendia revender a droga e ganhar um dinheiro extra para voltar para Minas Gerais.

A Polícia também apreendeu uma balança de precisão, dois aparelhos de telefones celulares e R$ 1.070 em dinheiro.

O jovem foi indiciado por tráfico de drogas. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions