ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  19    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Temporal deixou residências em 16 bairros às escuras na Capital

A Energisa registrou um aumento de 100% das ocorrências emergenciais em comparações aos demais dias

Por Adriano Fernandes | 04/12/2020 21:40
Escuridão na Rua Barão de Ladário na Vila Sobrinho. (Foto: Direto das Ruas)
Escuridão na Rua Barão de Ladário na Vila Sobrinho. (Foto: Direto das Ruas)

O temporal que atingiu a Capital, deixou residências em 16 bairros às escuras, desde o final da tarde desta sexta-feira (04). Por conta das quedas de energia a Energisa triplicou o número de funcionários e veículos nas ruas para normalizar a situação.

A concessionária registrou um aumento de 100% das ocorrências emergenciais em comparações aos demais dias.  A falta de energia foi ocasionada pela queda de árvores e objetos sob a rede.

"Os reparos são de maior complexidade, uma vez que demandam a reparação do sistema elétrico, e devem obedecer aos protocolos rígidos de segurança", informou a empresa, em nota. A situação gera revolta dos moradores.

"A gente se vira da forma que pode, hoje meus pais e minha irma passaram o dia no Centro, já que não tem luz em casa. Os alimentos na geladeira já estão estragando então optamos por almoçar no Centro ou pelo aplicativo. Estou saindo mais tarde do trabalho para chegar em casa com o meu celular carregado. Minha irmã vai perder aula hoje porque não tem como acessar já que não tem internet", se queixa o jovem Matheus Henrique, morador na Vila Sobrinho. Desde às 16h de ontem não há luz nas residências da Rua Barão de Ladário.

Os outros bairros onde também falta luz são Vila Nasser, Jardim Panamá, Aero Rancho, Jardim Centro-Oeste, Nova Campo Grande, Chácara das Mansões, Guanandi, Vila Popular, São Conrado, Mata do Segredo, Monte Castelo, Vila Carlota, Vila taveiropolis, Piratininga e Santo Antônio.

Temporal - Acompanhada de ventos fortes, teve trovões e 177 raios foram contabilizados, até às 17h, conforme o meteorologista Natálio Abrahão, da Uniderp. Na Avenida das Bandeiras, região do Bairro Piratininga, um estrutura de ferro cai sobre um autônomo que se protegia da chuva. No Bairro Santo Antônio ruas ficaram alagarem e até o cemitério Santo Antônio, transbordou água pelos muros.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário