A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/07/2016 16:34

Testemunhas faltam e audiência de morte de técnico agropecuário é adiada

Réus não foram ouvidos e data para nova audiência ainda será marcada

Leandro Abreu
Carlos Guilherme reagiu ao assalto e foi baleado no peito. (Foto: Divulgação)Carlos Guilherme reagiu ao assalto e foi baleado no peito. (Foto: Divulgação)

Marcada para a tarde de hoje (12), a primeira audiência para ouvir os réus no processo sobre a morte do técnico agropecuário Carlos Guilherme dos Santos Bertoldo, 30 anos, foi adiada pela falta de duas testemunhas de acusação. Sem ninguém prestar depoimento, ainda não há data para a nova audiência.

Estavam marcado para serem ouvidos, além das testemunhas, Anderson Ricardo de Arruda Silva, 28 anos, e William de Jesus Souza, 22 anos, acusados de envolvimento no crime. O adolescente de 16 anos, que responde em liberdade, deve ser ouvido separadamente. A audiência seria na 5ª Vara Criminal da comarca de Campo Grande, no Fórum.

Caso - O crime ocorreu na noite do dia 24 de janeiro, na Avenida Duque de Caxias, na Vila Eliane, em Campo Grande. Quatro homens em duas motocicletas pararam na avenida. Os garupas passageiros desceram e foram em direção à vítima, que estava em seu veículo Fiat Strada branco, placas de Aquidauana, em um ponto de ônibus.

Carlos Guilherme teria concordado em entregar o veículo e a carteira e desceu da picape com a esposa. Quando a vítima viu o suspeito tentando colocar a mulher dentro da Strada novamente, pegou uma faca que estava no veículo e desferiu o golpe que acertou o braço dele. Ao ver que o autor estava armado e iria atirar, Carlos tentou fugir e foi atingido por um dos disparos no peito, na altura do coração. A vítima foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levada à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, onde já chegou sem vida.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions