A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

09/03/2012 19:15

TJ desiste de prédio da Rodoviária e procura terreno para juizados

Marta Ferreira

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul está procurando terreno para construir prédio próprio e abrigar os juizados especiais em Campo Grande. Isso significa que o Judiciário está desistindo da ideia de levar a estrutura dos juizados para o prédio onde funcionou, por décadas, a rodoviária de Campo Grande, como foi anunciado em dezembro do ano passado. O motivo alegado para a mudança de planos é a demora na entrega do prédio pela Prefeitura.

O presidente do Tribunal, Luis Carlos Santini, disse ao Campo Grande News que há um projeto pronto de reforma, orçado em R$ 32 milhões. As obras, segundo ele, começariam pelo telhado, que está avariado, para facilitar o trabalho interno.

Santini afirmou que o edital para a obra estava pronto, mas não foi lançado em razão da não entrega do espaço pelo Município. “O prédio da rodoviária seria muito bom, porque iríamos encontrar estrutura feita e boa, e teria aspecto social, de revitalizar uma região”, argumenta.

O desembargador afirma que o problema reside no preço que o Município tem de pagar para desapropriar a parte privada do prédio. A construção tem 22 mil metros quadrados, dos quais apenas 6,6 mil são do Município. Para fazer esse processo, calcula Santini, seria necessário o depósito antecipado de um valor milionário, superior ao da reforma.

Santini diz que, como não houve mobilização nesse sentido, desde novembro, quando começaram as conversas, o TJ está partindo para o “plano B”, que vai custar mais e levar mais tempo. “Vai ser preciso uns 3 a quatro anos”, disse Santini.

Apesar de afirmar já estar procurando uma alternativa, o presidente do TJ afirma que, se a Prefeitura agilizar o procedimento de desapropriação, o projeto do prédio da antiga rodoviária volta a ser executado.

No Município, a informação é que a negociação está mantida e que a desapropriação depende apenas de um sinal afirmativo do TJ, como disse o prefeito Nelson Trad Filho das últimas vezes em que foi consultado sobre o assunto. A assessoria de imprensa do Município hoje reforçou essa informação, diante da declaração de Santini.

Reforma começaria pelo teto, segundo TJ. (Foto: Marlon Ganassin)Reforma começaria pelo teto, segundo TJ. (Foto: Marlon Ganassin)


não existe interesse em revitalizar a antiga rodoviaria e olhem que da ibope viu ! vejam bem quem tem mais de 35 anos e sempre morou em Campo Grande, sabe o quanto aquele espaço fez parte de nossa historia,o problema é simplesmente o entôrno, os predios que estao por ali deveriam ser mais limpos e ai sim todos viriam para a Estação Rodoviaria: area suja e visinhança suspeita não é atraente.
 
FRANCILENE C. LIMA em 27/09/2012 12:00:41
O problema visível do prédio é que eles não conseguem dar uma ‘sintonia fina’ necessária, onde é preciso diferenciar o poder, das pessoas que precisam do local, para levar esperança e comida para suas casas. da “excelente” promessa. É claro que é percebível para qualquer bom entendedor que precisa mesmo desapropriar os
inadimplentes, e dar espaço aos que alimentaram a esperença pregada. Darlan
 
DARLAN DE SOUZA em 21/03/2012 07:34:03
"enrrolacao", como alguém esta desististindo, e a prefeitura diz que esta esperando sinal positivo. quando um nao quer, dois nao brigram... ou seja... este casamento, ja comecou com divorcio,,,, e o povo, nao foi convidado, nem para comer o bolo, ou seja, o beneficio dos servicos.... seria maravilhoso. So que as autoridades nao usam, portanto nao efetivam, Agora construir da mais,, R$
 
Carlos Rodrigues em 10/03/2012 12:46:23
Pena, um prédio cheio de estórias como este e com uma visão panorâmica do centro da cidade sofrer tanto preconceito, a idéia do sr João é boa, na instalação da camara municipal lá, os cinemas dariam excelentes plenários. então que tal também poderia fazer um hotel para estudantes universitários e transuentes pela capital morena ou um grande posto de saúde central nos moldes do Cem da 14 de julho.
 
antonio costa em 10/03/2012 12:31:19
Minguem vai querer montar nada na antiga rodoviária,aquela área sempre foi é será descriminada, é muitas construções antigas infestadas de malandros, hotéis pulguentos, não tem condições da população frequentar aquela região, só frequentava por que era obrigado a pegar ônibus lá, tem que demolir aquilo lá e construir um prédio moderno lá.
E fazer uma limpa por lá, se é que me entende.
 
Paulo Sérgio de Lira em 10/03/2012 11:40:42
BOM PESSOAL,... VOCÊS AINDA NÃO ENTENDERAM. ANO DE ELEIÇÃO, MUITA CONVERSA FIADA, AINDA VAI SURGIR MUITAS IDÉIAS PARA O PRÉDIO, (RESUMINDO) ...CANDIDATOS VÃO "PROMETER MUITA COISA AINDA", E NADA VÃO FAZER... COMO SEMPRE!!!
 
Marcelo Max em 10/03/2012 10:22:42
TEM NO LOCAL 66 EMPRESAS,A MAIORIA COM EMPREGADOS E TODOS COM FAMILIA,CLARO.PRECISAMOS DE TRANQUILIDADE E SEGURANÇA PAR TRABALHAR O PREDIO TERÁ SIM UM DESTINO,MAS SEM MATAR NINGUÉM DEIXE NOS TRABALHAR. POR FAVOR GENTE NÃO AGUENTAMOS MAIS TANTAS AMEAÇAS
 
LUIZ GOMES em 10/03/2012 08:55:13
AS DESAPROPRIAÇÕES ATUALMENTE SE TORNARAM MUITO MALÉFICAS AOS PROPRIETÁRIOS,QUE VÃO RECEBER MIXARIA PELOS SEUS BENS,DAQUI SABE DEUS QUANDO.TEMOS MUITAS FAMILIAS TRABALHANDO NO LOCAL,GENTE QUE DEPENDE DA CLIENTELA QUE CONSTRUIRAM AO LONGO DE 35 ANOS,PROPRIETÁRIOS,PRECISAMOS TRABALHAR, O SR. PRE3FEITO ESTÁ MUITO BEM AO PAR DISTO E ELE É UMA PESSOA BASTANTE HUMANA,NINGUÉM PODE PERDER O SEU TRAB ALHO,
 
PAULO PEREIRA em 10/03/2012 08:44:00
Qu tal o terreno em frente na Salgado Filho ao lado do viaduto , próximo ao Norte Sul shoping? está abandonado e sujo há séculos.
 
Antonieta Colman dos Santos em 10/03/2012 07:30:32
Pque ao invés da utlização do Judiciário, na antiga Rodoviária , poderia ser la instalada a Camara Municipal de Campo Grande, já que o prédio atual onde funciona, paga-se uma fortuna de aluguel.
Nas salas da rodoviaria, poderiam ser os gabinetes do senhores vereadores.
Nos 02 cinemas, póderia funcionar 01 mini-plenário e 01 plenário.
No sub-solo tem um enorme estacionamento .
ACORDEM VEREADORES.
 
JOÃO CARL,OS em 10/03/2012 07:22:41
Eu penso que o ideal seria a prefeitura readaptar o prédio para uma "casa do albergado municipal", pois o local já é infestado de mendigos e pessoas que vem de outros cidades e estados e não tem onde ficar. Quem sabe um trabalho social tiraria muitos coitados da miséria real que existe pelo local. ACORDA AUTORIDADES...
 
Jorge Leandro em 10/03/2012 07:20:15
Os caras querem comprar terrenos e construir palacetes , não é com o dinheiro deles mesmo.
 
João Crisóstomo de Campo Grande - MS em 10/03/2012 07:08:04
Demoli tudo e no lugar faz un horto florestal, agua ali não falta. Campo Grande ta tendo muito concreto que não serve pra nada, a cidade precisa respirar.
 
Gilberto DIAS em 10/03/2012 03:44:20
Viiixiiiii! mais um desistiu de lá gente!!! acho melhor chamar, pastores, padres, pai de santo e jogar muuuita agua benta nesse prédio velho...tá macumbado...!!!!
 
daniela rodrigues em 10/03/2012 01:46:06
Explode!
 
marcelo campos belo em 09/03/2012 07:44:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions