A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/10/2011 15:30

TJ mantém preso acusado de tentar matar em briga de trânsito

Nadyenka Castro

Decisão em caráter liminar deixa na cadeia Alessandro Lopes Moura. Ele atirou em Ildo Wazlawick no dia 26 de agosto

Alessandro está preso desde o dia 31 de agosto. (Foto: João Garrigó)Alessandro está preso desde o dia 31 de agosto. (Foto: João Garrigó)

Decisão, em caráter liminar, mantém na prisão Alessandro Lopes Moura, que no dia 26 de agosto deste ano tentou matar a tiros Ildo Wazlawick durante uma briga de trânsito. Ele está preso desde o dia 30, quando foi encontrado na Vila Nasser.

O desembargador Carlos Eduardo Contar decidiu pelo indeferimento do habeas corpus, mas, a defesa de Alessandro impetrou pedido de reconsideração, o qual foi negado.Com isso, ele continua na cadeia.

As cinco testemunhas de acusação da tentativa de homicídio serão ouvidas no dia 28 de novembro às 15h45min na 2ª Vara do Tribunal do Júri. O depoimento das duas testemunhas de defesa e o interrogatório de Alessandro está agendado para as 13h30min do dia 15.

O caso - A vítima conduzia um Ford Courrier e o acusado uma caminhão pipa. Na rua Joaquim Dornellas um fechou o outro. Quando ambos chegaram ao semáforo do cruzamento com a avenida Afonso Pena o caminhão bateu na picape e então houve a briga e os disparos.

Ao relatarem o ocorrido, os dois envolvidos trocaram acusações com relação a quem provocou a colisão e a posse da arma. Alessandro disse que tomou a arma da mão de Ildo. Já a vítima relata que ao tentar retirar o motorista de dentro do caminhão, foi atingido pelos tiros.

O primeiro disparo atingiu a testa da vítima e os dois últimos o lado esquerdo, próximo ao queixo. Ildo Wazlawick foi socorrido para atendimento médico e já recebeu alta. O projétil ficou alojado na testa dele. O revólver foi entregue na delegacia pelo advogado do suspeito.



precisa manter preso mesmo, pq igual o menino que foi morto pela briga de transito bandido do transito pedindo liberdade, filho sr trad. uma criança que nao tem nd a ver com esse transito que nos temos lugar de louco e no manicomio, nao no transito, mas cm nao tem lei eu na minha opiniao devia o ministerio publico nao dar liberdade nehuma
 
ester reis em 28/10/2011 05:35:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions