ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Três anos após crime, réu por matar em briga por cadeira será interrogado

Na Justiça, Guilherme Roberto Alves dos Santos responde por homicídio qualificado por motivo fútil

Por Anahi Zurutuza | 23/07/2021 17:18
João Henrique Gonçalves do Nascimento, de 27 anos, foi morto após briga por cadeira em festa (Foto: Reprodução do processo)
João Henrique Gonçalves do Nascimento, de 27 anos, foi morto após briga por cadeira em festa (Foto: Reprodução do processo)

Três anos após o crime, acusado de matar João Henrique Gonçalves do Nascimento, de 27 anos, esfaqueado num “fim de festa” na Rua João Seligarde, no Parque Lageado, em Campo Grande, será interrogado em juízo. A data do depoimento de Guilherme Roberto Alves dos Santos, hoje com 22 anos, foi marcada pelo juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Guilherme era colega de trabalho de João Henrique. No dia e local do crime, a irmã da vítima informou à polícia que havia locado a casa com piscina para uma festa entre familiares e amigos. O imóvel ficava a aproximadamente 50 metros de onde o mais velho foi encontrado morto.

Consta na denúncia que Guilherme, um dos convidados da festa, discutiu com João Henrique por causa de uma cadeira, deixou o local, buscou um canivete e voltou para matar o colega. Ainda segundo a acusação, na fase de investigação, o hoje réu confessou o assassinato.

Na Justiça, ele responde por homicídio qualificado por motivo fútil.  O interrogatório do acusado em juízo será em setembro, por videoconferência.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário