ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 21º

Capital

UFMS retoma atendimentos semanais de grupo de apoio a pessoas em luto

Encontros são abertos a toda a comunidade e irão acontecer todo sábado, das 14h às 16h30

Por Mylena Fraiha | 17/03/2024 08:19
Família visita túmulo de parente falecido, em cemitério da Capital (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)
Família visita túmulo de parente falecido, em cemitério da Capital (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)

Para auxiliar pessoas que estão passando pelo processo de luto pela perda de familiares e amigos, a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) retornou neste sábado (16) com os atendimentos semanais e gratuitos do Grupo de Apoio ao Luto. Os encontros são abertos a toda a comunidade e irão acontecer todo sábado, no Multiuso 2, das 14h às 16h30.

O projeto de extensão é vinculado ao Núcleo de Estudo, Pesquisa, Assistência, Extensão e Apoio a Perdas do Humap-UFMS/Ebserh (Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian), e tem como propósito ser um centro de estudo e pesquisa sobre o luto em Mato Grosso do Sul, com ênfase na pesquisa e formação acadêmica.

A equipe multiprofissional, formada por profissionais e estudantes voluntários, possui capacitação pedagógica e humanizada para acolher as pessoas em luto. "O Grupo de Apoio ao Luto oferece um espaço seguro para que os participantes expressem suas emoções, o que é fundamental para o processo de acolhimento, aceitação, busca e redução do isolamento, que é um dos benefícios mais valorizados de apoio a quem está vivenciando o luto", explica o coordenador capelão Edilson dos Reis.

As atividades da ação tiveram início em 2022, a partir da necessidade da criação de um centro universitário voltado para produzir um pensar sobre um dos momentos mais dolorosos vivenciados pelos indivíduos.

De acordo com Edilson, o grupo se reunirá sempre aos sábados, no mesmo local, e não há necessidade de cadastro prévio para participar. “É uma oportunidade de falar e de ouvir o outro traz sensações de amparo e conforto, no sentido de se perceber que não está sozinho diante daquele imenso sofrimento”, reforça o capelão.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias