ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Um dia após comércio divulgar vídeos, polícia "enxuga gelo" na antiga rodoviária

Delegado lembra que situação no local é um problema social e diz que a polícia cumpre seu papel tirando os traficantes das ruas

Por Ana Paula Chuva | 06/01/2021 14:34
Usuários foram abordados e conduzidos à delegacia. (Foto: Divulgação | Denar)
Usuários foram abordados e conduzidos à delegacia. (Foto: Divulgação | Denar)

Um dia após a divulgação dos vídeos que mostram um problema antigo e recorrente na região do antigo terminal rodoviário de Campo Grande, a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) deu início a mais uma operação para coibir o tráfico de drogas, no  bairro Amambaí. Esse tipo de ação policial é recorrente, mas não consegue reduzir o fluxo de dependentes químicos e traficantes no local.

Ao Campo Grande News, o delegado titular da Denar, Hoffman D’Ávila de Sousa a explicou que a operação na prática visa coibir o tráfico “formiguinha” e mostrar para os usuários e traficantes a presença da polícia na região.

Delegado Hoffman D'Ávila conduziu a operação. (Foto: Marcos Maluf)
Delegado Hoffman D'Ávila conduziu a operação. (Foto: Marcos Maluf)

“Veja bem, nós tiramos de circulação cinco traficantes. São os traficantes que fomentam a venda naquela região, então já são cinco a menos. Muito embora a quantidade de droga apresentada seja pequena, nós já mostramos a presença da polícia e que vamos combater em ações diuturnas o tráfico de drogas ali, tirando de circulação justamente quem fomenta o comércio de droga. ”, explicou Hoffman.

Sobre a falta de políticas públicas para resolver a situação definitivamente, o delegado não quis entrar no assunto, mas destacou que a situação na região é também um problema social.

“Além dos presos, conduzimos oito pessoas, dessas quatro mulheres muito jovens que não trabalham, não estudam, vivem a mercê da droga, então a gente não pode deixar de mencionar que não é só um problema da polícia judiciária, mas um problema social. Porém estamos fazendo o nosso papel que é prender os traficantes.”, disse o delegado.

Prisões - Hoje a ação ocorreu especificamente na Rua Dom Aquino, entre a Joaquim Nabuco e Alan Kardec e na esquina com a Rua Saldanha Marinho, no local as equipes da Denar fizeram campana e conseguiram identificar um dos pontos onde as drogas são vendidas.

“De campana no local nós identificamos uma residência na Dom Aquino, onde um casal estava fazendo a venda, logo no começo da manhã, de pasta base de cocaína. Dado momento um Ônix branco estacionou e o casal entrou. O carro foi até a vila Nhanha onde fica a residência de outro fornecedor”, detalhou Hoffman.

Viaturas chegando com os presos na delegacia. (Foto: Marcos Maluf)
Viaturas chegando com os presos na delegacia. (Foto: Marcos Maluf)

 Segundo ele, na segunda residência foram encontrados porções de pasta base escondidas em um pote de farinha, além de dinheiro. O dono da casa, um homem de 62 anos, que tem passagem por homicídio e sua filha foram presos junto com o casal e o motorista do Ônix que afirmou ser motorista de aplicativo e usuário.

"O motorista disse ser usuário e que estavam fazendo essa movimentação em troca de uma pedra de pasta base de cocaína. No momento da corrida um dos ocupantes do veículo jogando uma caixa da droga, mas conseguimos achar e também fizemos a vistoria no imóvel da vila Nhanha onde encontramos a droga e dinheiro. ", disse.

Além dos cinco traficantes presos, foram conduzidos para a delegacia oito usuários de droga que assinaram um termo circunstanciado de ocorrência e  foram liberados. Já os traficantes ainda serão ouvidos e autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

“Essa operação especificamente visou combater o tráfico na região da antiga rodoviária principalmente na Rua Dom Aquino, haja vista que é um foco onde há bastante usuário e os traficantes por sua vez não ficam ali. Chegam entregam a droga para outros usuários realizarem a venda e retornam para as bocas de fumo, por isso toda a equipe fez diligências hoje”, finalizou o delegado.

Usuários foram liberados da delegacia após assinatura do TCO. (Foto: Silas Lima)
Usuários foram liberados da delegacia após assinatura do TCO. (Foto: Silas Lima)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário