ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 12º

Capital

Uma hora e meia antes de vacinação acabar, 1,2 mil lactantes já receberam dose

Conforme o “Vacinômetro”, que atualiza a contagem em tempo real, a média é de uma aplicação por minuto

Por Anahi Zurutuza | 06/06/2021 15:16
Longa espera fez mãe se sentar no chão para dar de mamá (Foto: Direto das Ruas) 
Longa espera fez mãe se sentar no chão para dar de mamá (Foto: Direto das Ruas)

A procura das lactantes pela vacina contra a covid-19 superou a expectativa da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de Campo Grande. Esperava-se que em torno de 1 mil mães comparecessem ao Guanandizão neste domingo, reservado exclusivamente para a aplicação da primeira dose em quem ainda amamenta crianças de até 2 anos, mas às 15h30, uma hora e meia antes do término da vacinação, pelo menos 1,2 mil mulheres já haviam comparecido.

Conforme o “Vacinômetro”, que atualiza a contagem em tempo real no site da Prefeitura, está sendo aplicada em média uma vacina por minuto.

O dia foi marcado por algumas confusões. Mães reclamaram de enfrentar fila imensa com seus bebês de colo. No local, muitas mulheres precisaram se sentar no chão durante a espera para amamentar os filhos enquanto esperavam pelas doses. Algumas delas afirmam que teria sido melhor pensada uma estratégia em drive thru.

Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a escolha do ponto de vacinação para as lactantes, foi baseada na logística. Ao Campo Grande News, a pasta explicou, via assessoria de imprensa, que nem todas as pessoas têm carro ou outro meio de locomoção, por isso limitar o acesso a um dos drive-trhus seria mais difícil.

Além disso, segundo a Sesau, a demora ocorreu por conta da falta de cadastro prévio ou a não inserção da documentação pedida, o que acaba atrasando o processo. Não está sendo exigido laudo médico comprovando que a criança ainda é alimentada com leite materno, apenas a certidão de nascimento do bebê.

Houve também quem ficasse em dúvida sobre a idade. Segundo a Sesau, podem se vacinar mãe com 30 ou mais que amamentam crianças com 2 anos incompletos, “até 2 anos”, ou seja, 1 ano, 11 meses e 29 dias.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias