A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

29/03/2016 13:36

Vacinação contra gripe começa dia 30 de abril em Mato Grosso do Sul

Natalia Yahn
Idosos e gestantes fazem parte do grupo de risco e serão vacinados a partir do dia 30 de abril até 20 de maio. (Foto: Arquivo)Idosos e gestantes fazem parte do grupo de risco e serão vacinados a partir do dia 30 de abril até 20 de maio. (Foto: Arquivo)

A Campanha Nacional de Imunização contra a influenza começa em Mato Grosso do Sul a partir do dia 30 de abril, quando também será o dia da mobilização conta a doença em todo o Brasil. A vacinação esta prevista para acontecer até o dia 20 de maio.

O Ministério da Saúde divulgou ontem (28) a relação de doses que serão enviadas para as cinco regiões do País. A previsão é de que 15 dias antes do início da campanha, 48% do total das doses – 25,6 milhões – sejam entregues em todo o País. O Centro-Oeste, ou seja, os estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e o Distrito Federal, vai receber mais de 1,8 milhão de doses. As vacinas serão enviadas a partir de 1° de abril, em três remessas até o dia 15, mas a entrega aos municípios é de responsabilidade da SES (Secretaria de Estado de Saúde).

O Estado já tem 60 casos notificados de H1N1 e H3N2 – também chamada de gripe suína –, além de uma morte em Corumbá – a 420 quilômetros da Capital –, desde o início do ano até o dia 16 de março. Os casos foram registrados entre 1° de janeiro e 16 de março. Mas, a partir do dia 2 de fevereiro foram 45 casos notificados em 43 dias, passaram de 15 para 60 - aumento de 75%.

O cronograma de distribuição aos estados é elaborado de acordo com a entrega da vacina (as doses serão enviadas em seis remessas) pelo laboratório produtor. O Ministério informou ainda que todos os estados serão abastecidos com Fosfato de Oseltamivir, medicamento para tratar a doença e que deve ser disponibilizado nas unidades de saúde para administração nas 48 horas do início dos sintomas.

A Campanha Nacional de Vacinação contra influenza tem como objetivo reduzir as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus na população alvo que são as gestantes, idosos e pessoas com pelo menos duas patologias (por exemplo: hipertensão e diabete), as quais têm mais risco de adoecer.

No ano passado, a Campanha imunizou 84,3% do público-alvo, ultrapassando a meta de vacinar 80% do público alvo, formado por 49,7 milhões de pessoas consideradas com mais riscos de desenvolver complicações causadas pela doença.

O Ministério da Saúde alertou ainda que além da vacinação, a população deve adotar medidas de prevenção para evitar a infecção por influenza. Medidas de higiene, como lavar sempre as mãos e evitar locais com aglomeração de pessoas que facilitam a transmissão de doenças respiratórias, são algumas destas medidas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions